Escoliose, cifose e lordose: entenda a diferença entre elas - Clinica Fares

Escoliose, cifose e lordose: entenda a diferença entre elas

18 de janeiro de 2016

Por Redação

 

Não é incomum ouvirmos nos consultórios: “Tenho dor nas costas porque tenho lordose”. Ou mesmo cifose ou escoliose. Você sabe a diferença entre os três? Se perguntarmos se você já teve em algum momento algum tipo de dor nas costas, certamente você sofre ou sofreu com algum dessas condições.

Todas são tipos de curvas da coluna vertebral que, dependendo de algumas condições, podem atrapalhar nosso dia a dia.

A lordose é presente na coluna cervical e na coluna lombar e a cifose é presente na coluna torácica. A escoliose é um desvio da coluna vertebral para a esquerda ou direita, o que resulta num formato de “S” ou “C”.

Aí entra uma diferença: enquanto a escoliose é avaliada como uma doença, a cifose e a lordose são desvios posturais considerados “normais” até determinados graus que, quando ultrapassados, são consideradas desvios.

Vamos explicar mais detalhadamente. A lordose é uma curvatura normal e saudável da coluna. A coluna vertebral é formada de pequenos ossos, chamados vértebras e, quando observada de lado, possui dois tipos de curvaturas naturais: a cifose e a lordose.

Essas curvaturas funcionam como molas que ajudam na absorção de impacto durante os movimentos naturais do corpo como caminhar ou pular, por exemplo.

Tudo vai virar um problema de saúde quando essas curvaturas estão muito acentuadas. Aí elas são chamadas de hipercifose e hiperlordose, e nesses casos, sim, há um distanciamento da normalidade e tal situação podem trazer muitos incômodos lombares.

A dor nas costas em pessoas com hiperlordose pode surgir, por exemplo, durante as atividades que envolvem a extensão da coluna lombar como o ficar em pé por muito tempo. Flexionar o tronco geralmente alivia a dor.

Sabe aquelas pessoas com “concorda”? Sim, elas sofrem de hipercifose, quando ocorre uma acentuação dessa curvatura. Má postura e pouco condicionamento físico são as principais causas para o surgimento desse desvio postural.

Já quando observamos a coluna de frente o ideal é que ela seja reta e sem curvaturas e, quando há algum desvio, ele é chamado de escoliose. É importante ressaltar que a escoliose não melhora com a idade e, dessa maneira, o diagnóstico e intervenção bem cedo podem minimizar a curvatura e impedir que a doença progrida, ok?

Como parte dos problemas podem ser causados por má postura, procure manter sempre uma postura correta ao andar, sentar-se ou ficar de pé. Alimente-se corretamente, uma vez que a obesidade pode causar sobrecarga na coluna vertebral. Finalmente, pratique exercícios físicos regularmente. Caso tenha problemas na coluna que nunca passam é bom consular um especialista na área.

 

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE