Deficiência de ferro na gravidez - Clinica Fares

Deficiência de ferro na gravidez

25 de julho de 2017

O ferro desempenha um papel muito importante: é o responsável pelo transporte do oxigênio para as células e também contribui para a formação normal dos glóbulos vermelhos e da hemoglobina, que ajudam a levar o oxigênio necessário às células do  bebê.

Uma deficiência em ferro provoca cansaço, anemia, diminuição da atividade intelectual e maior suscetibilidade a infeções. Mulheres que ingerem quantidades adequadas de ferro ao longo da gravidez têm um risco menor de dar à luz a bebês com baixo peso ou prematuros, além de apresentarem taxas menores de mortalidade por hemorragia pós parto.

Muitas mulheres começam a gestação já com níveis baixos de ferro no organismo e acabam não conseguindo elevar essa quantidade para suprir as necessidades do corpo somente com a comida. Diante disso, a partir dos três meses de gravidez, é recomendando a suplementação de entre 30 mg a 60 mg de ferro por dia. A menos que se tenha ou venha a ter anemia, essa quantia é geralmente suficiente.

O problema dos suplementos de ferro é que eles podem irritar seu trato intestinal, provocando prisão de ventre, um sintoma comum em gestantes. Outros efeitos colaterais são náuseas e, em alguns casos, mas raramente, a  diarreia.

Se você sentir esses incômodos, converse com seu médico ginecologista para discutir as vantagens e desvantagens do suplemento. Se não estiver anêmica, pode ser que ele decida diminuir a dose do ferro ou mudar de marca.

Como aproveitar melhor o ferro dos alimentos?

– Coma uma porção de carne ou peixe no almoço e no jantar. Escolha leguminosas (feijão, ervilhas, lentilhas etc.) para acompanhar carnes que sejam menos ricas em ferro.

– Para aumentar a absorção do ferro, inclua alimentos ricos em vitamina C na mesma refeição, por exemplo: regue com sumo de limão o seu peixe ou coma uma fruta cítrica, como a laranja, na sobremesa.

– Evite chá e café, pois inibem a absorção de ferro, ou então beba o seu chá com um pouco de sumo de limão. Espere pelo menos duas horas depois da refeição paraingerir essas bebidas, e tente não ultrapassar as duas xícaras por dia.

– Adicione à sua salada duas colheres de sopa de levedura ou gérmen de trigo: isto vai dar-lhe mais 1 mg extra de ferro.

Para o bom aproveitamento do nutriente, os alimentos deverão ser consumidos de maneira responsável, para que a ingestão correta seja prevalecida. É recomendado – além da consulta ao ginecologista – procurar um nutricionista para a elaboração de um cardápio nutritivo.

Deficiência de ferro na gravidez – Dra. Janine

Medica:Dra. Janine Bloomfield
Ginecologia e Obstetrícia
CRM: 119331

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE