Trombose hemorroidária: Tratamento e cuidados - ClinicaFares

Trombose hemorroidária: Tratamento e cuidados

24 de agosto de 2017

A trombose hemorroidária é uma complicação aguda que acontece tanto nas hemorroidas externas como nas internas e é caracterizada pela presença de isquemia e trombo nos coxins vasculares submucosos do canal anal (hemorroidas).

Geralmente, a trombose hemorroidária é mais frequente durante a prisão de ventre, gravidez ou quando é causada por outras situações que aumentam a pressão abdominal, como, por exemplo, os esforços exagerados na academia.

O tratamento pode variar desde medidas clínicas como higiene, banho de assento e medicação, até a cirurgia de acordo com a gravidade e o desconforto que o paciente sente.

As hemorroidas são divididas em dois tipos: Internas e externas. No caso das hemorroidas internas, elas são caracterizadas por pequenos sintomas como o sangue nas fezes, no papel higiênico ou na privada. Com o tempo, se não tratada, a pressão ao evacuar faz com que as veias hemorroidais se alargam a ponto de produzir uma saliência ao redor do anus podendo inchar, se tornando então a hemorroida externa.

 

Identifique os sintomas

 

Os sintomas mais frequentes da doença são as dores anais agudas (proctalgia aguda) e constantes, tumoração anal com ou sem prolapso mucoso e, as vezes, sangramento (hematoquezia) na roupa íntima ou no papel higiênico.

A dor tem maior intensidade nas primeiras 72 horas, podendo regredir após esse período, assim que o trombo se organizar, ocorrendo a involução espontânea de 7 a 10 dias. Muitas vezes, a dor não é proporcional ao volume da trombose hemorroidária.

Deve-se pesquisar o hábito alimentar, intestinal e a presença ou não de discrasias sanguíneas, doenças inflamatórias intestinais, hipertensão portal, doenças imunossupressoras (uso de AIHs – Predisona), anorexia, perda de peso e dor abdominal associada.

Além do exame físico completo é obrigatória a inspeção e palpação da região anal em posição de Sims (decúbito lateral esquerdo – deitado de lado com ambos os braços para frente e os joelhos e quadris fletidos) ou genu-peitoral (posição do corpo no qual o peito encosta no joelho).

 

Tratamento

O tratamento deve ser discutido com o pacientes e seus responsáveis visando o esclarecimento do diagnóstico correto, inclusive porque a doença pode ser confundida com outras patologias graves, como o câncer do reto. O quadro poderá ser clínico ou operatório dependendo de vários fatores associados ao paciente (comorbidades), no momento do diagnóstico (mais de 72 horas) e finalmente ao estágio da doença hemorroidária. Um vez feito o diagnóstico de hemorroidas o ideal é criar uma dieta saudável, rica em verduras, frutas e legumes, evitando alimentos irritantes. E as pomadas, apenas servem como um alívio temporário para casos iniciais.

 

Ernesto Aparecido Alarcon Junior

 

 

 

Ernesto Aparecido Alarcon Junior
Cirurgia Geral
CRM-SP 119729

 

Posted in clínica cirúrgica by Clinicafares | Tags:
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE