Por que tenho dor de cabeça?

Por que tenho dor de cabeça?

9 de outubro de 2017

A dor de cabeça (cefaléia) é uma das doenças mais comuns no mundo, ocorrendo em todos os grupos etários. É responsável por 1 a 2% de todas as avaliações em serviços de urgência e por até 4% de todas as visitas a consultórios médicos, envolvendo todas as especialidades.

Embora na maioria das vezes a cefaléia seja uma condição benigna, principalmente quando crônica e recorrente, o início recente de uma dor de cabeça pode ser a primeira ou principal manifestação de doença sistêmica ou intracraniana grave e, portanto, deve sempre ser investigada.

A cefaléia pode assumir diversas formas e é descrita de diversas maneiras pelos pacientes. A dor pulsátil ou latejante com frequência é descrita em pacientes portadores de enxaqueca, mas também pode ser uma característica de cefaléia do tipo tensional, que também ocorre descrições de dores com características de aperto ou pressão. Dor aguda e lancinante (em facadas) sugere uma causa neurítica, como a nevralgia do trigêmeo, por exemplo.

Atualmente existem diversos fatores precipitantes já conhecidos, entretanto, não devemos deixar de ressaltar sua característica particular, ou seja, um fator que pode precipitar dor de cabeça em uma pessoa, não necessariamente precipitará em outra.

Dentre os fatores precipitantes, podemos destacar: tensão psicológica, estresse emocional ou fadiga, menstruação, fome, alimentos contendo nitritos (como sorvetes, salsicha, salame, presunto e a maioria dos embutidos), feniletilamina (chocolate) ou tiramina ( queijo cheddar), exposição a luz e barulhos intensos, exposição a odores fortes e irritantes, alcool, abuso de analgésicos, dentre outros.

Apesar dos múltiplos fatores desencadeantes, algumas atitudes simples do dia a dia podem ajudar a prevenir as crises de dor. Abaixo listamos algumas dicas para ajudar a evitar dores de cabeça:

-Beba mais água

-Durma bem

-Pratique atividade física regularmente

-Alimente-se regularmente e em horários regulares

-Organize sua carga de trabalho

-Não abuse dos analgésicos para dor de cabeça

-Evite o estresse

O estresse é um forte componente de gatilho para a crise de dor de cabeça. Por isso, organize suas tarefas dentro de seu horário de trabalho e evite levar atividades do trabalho para casa.

Realizar atividades prazerosas ao longo da semana também são um grande aliado no combate ao estresse.

Se você sente 3 ou mais dores de cabeça por mês, há mais de 3 meses, procure seu médico. Você precisa de tratamento!

Dra. Hanna Nery Ferraz Martins

Neurologista

CRM SP 185547

Posted in neurologia by Clinicafares | Tags: ,
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE