Pedra na vesícula biliar, você sabe o é e como tratar?

Você sabe o que é pedra na vesícula biliar?

22 de janeiro de 2018

Conhecida no meio médico como colelitíase, é a presença de pedras, na maioria das vezes de colesterol, no interior da vesícula biliar.

Este pequeno órgão que fica junto ao fígado é semelhante a um saquinho e é responsável pelo armazenamento da bile, substância participante da digestão das gorduras.

Estima-se que, cerca de 15%, da população brasileira tenha essa doença.

Seus principais fatores de risco são obesidade, emagrecimento rápido (associado ou não a cirurgia bariátrica) mulheres com várias gestações, idosos, histórico familiar, colesterol alto e doenças hemolíticas.

Os principais sintomas são dores abdominais, náuseas, empachamento após alimentação e má digestão.

Uma parcela dos pacientes portadores dessa doença podem ser assintomáticos e só descobrem em vigência de complicações.

As principais complicações, podendo ser graves, são elas: inflamação aguda na vesícula, obstrução do fluxo da bile no fígado com infecção e pancreatite aguda.

Os pacientes com diabetes e doenças com baixa imunidade têm maior risco de complicações graves.

E o principal exame de diagnóstico é o ultrassom de abdômen.

Na maioria das vezes, o tratamento é a retirada da vesícula através da cirurgia videolaparoscópica.

Todo paciente com essa doença deve procurar seu médico de confiança para programação do tratamento.

Dr. Rogério Renato Perez

Especialista em Cirurgia Geral e Membro do Corpo Clínico da Clínica Fares

CRM 117768

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE