Será que tenho sinusite aguda ou crônica?

Você tem sinusite aguda ou crônica?

7 de agosto de 2018

Dores de cabeça e no rosto que pioram quando abaixa a cabeça e congestão nasal são sinais da sinusite.

Uma inflamação da mucosa dos seios da face (região do crânio formada por cavidades ósseas ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos) que pode ser causada por bactéria ou vírus.

A doença pode ser secundária a uma infecção, quadro alérgico ou qualquer fator que atrapalhe a correta drenagem de secreção dos seios da face.

O nome mais utilizado para esse problema é rinossinusite, pois o processo inflamatório atinge tanto a mucosa dos seios da face como a mucosa nasal.

Você tem sinusite aguda ou crônica?

Para entender qual tipo de sinusite você tem, primeiro é preciso saber quais suas diferenças.

O tempo é a chave para determinar qual é o tipo de sinusite. A sinusite aguda, dura no máximo quatro semanas.

Quando a sinusite permanece por mais de 12 semanas (mesmo realizando tratamento) ela é identificada como crônica.

Ademais, também podemos distingui-las através de suas causas e sintomas:

Sinusite aguda

As principais características de suas causas estão relacionadas a bactérias, infecções por vírus ou rinite alérgica.

Além disso, entre seus sintomas pode-se incluir dores nos seios da face e febre.

Sinusite crônica

Geralmente, surge quando a sinusite aguda não foi bem tratada.

Ou por bactérias mais resistentes, fungos e alergia persistente.

Mas que fazer quando a sinusite ataca?

Como posso tratar a sinusite

Após confirmação da causa, o médico deverá orientar o tratamento recomendado.

A princípio, o diagnóstico da sinusite é clínico, isto é, acontece por meio da avaliação médica e exames. Somente após a causa ser confirmada será possível que o médico oriente o melhor tratamento.

Na maioria das vezes, os casos de sinusite aguda recebem tratamento medicamentoso e a sinusite crônica com cirurgia.

Sinais que ambos os tipos de sinusite podem apresentar

  • Dor de cabeça na região frontal do rosto
  • Nariz entupido
  • Coriza
  • Espirros
  • Tosse
  • Febre acima de 38º
  • Mau hálito que piora com avanço da infecção

Fonte: Minha Vida

Dr. Alexandre Colombini

Otorrinolaringologista e  Membro do Corpo Clínico da Clínica Fares

CRM/SP 134.348 RQE 44281

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE