Fibrose cística: sintomas e diagnóstico - Clinica Fares Fibrose cística: sintomas e diagnóstico

Fibrose cística: sintomas e diagnóstico

4 de setembro de 2018

A fibrose cística é uma doença hereditária conhecida como mucoviscidose que provoca produção de secreções espessas nos pulmões e trato digestivo, atingindo, principalmente crianças.

Acontece que a fibrose cística afeta o desempenho de algumas glândulas do corpo, inclusive as exócrinas.

Estas glândulas produzem uma secreção diferente (pegajosa e espessa) que afetam a função glandular.

O muco espesso gera acúmulo de bactérias nas vias respiratórias, assim pode causar infecções, inchaço e inflamações.

Além disso, a fibrose cística pode também atrapalhar o trato digestivo e pâncreas, impedindo que as enzimas digestivas cheguem ao intestino. Estas enzimas são importantes para o aproveitamento dos nutrientes dos alimentos e essenciais para a saúde.

Os sinais da fibrose cística dependem do local do corpo mais afetado:

Entre os sintomas mais comuns estão:

  • Chiado no peito
  • Falta de ar
  • Tosse freqüente
  • Pólipos nasais (tecido de dentro do nariz inflamado)
  • Peso abaixo da média
  • Infecções pulmonares (ex. pneumonias e bronquites)
  • Fezes com mau-cheiro, gordurosas e volumosas
  • Prisão de ventre
  • Pele de sabor salgada (sal no suor)

Diagnóstico

Na maioria das vezes, a fibrose cística é diagnosticada por meio do teste do pezinho no recém-nascido. Contudo a principal forma para identificar a doença é com o teste do suor.

Com o diagnóstico e tratamento correto há maiores chances de expectativa de vida as crianças e adultos afetados pela fibrose cística.

Na dúvida, consulte seu médico de confiança, ele é quem melhor poderá lhe ajudar!

Dra. Elisa Guelere Paris

Pediatra e Membro do Corpo Clínico da Clínica Fares

CRM 62037

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE