blogdaterceiraidade - ClinicaFares

Doença do refluxo gastroesofágico

26 de maio de 2017

Quem já não sentiu uma queimação na região do estômago? Ou teve a desagradável sensação de sentir o ácido ou restos alimentares subirem até a garganta? Estes são os principais sintomas da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE). Na realidade todos nós apresentamos de forma normal episódios de refluxo durante o dia, principalmente após as refeições. Quando esses episódios se tornam muito frequentes, mais duradouros e os sintomas aparecem de forma recorrente estamos diante de um processo patológico (anormal) que é a DRGE.

A DRGE é uma doença crônica, muito prevalente e uma das principais causas de consultas médicas no nosso meio. Consiste no retorno do ácido e/ou conteúdo do estômago de forma ascendente para o esôfago e/ou outros órgãos adjacentes.  Como a mucosa do esôfago não é resistente ao ácido clorídrico produzido no estômago, ela acaba sendo “agredida” provocando alguns danos como a esofagite de refluxo. Trata-se de um processo inflamatório que leva ao sintoma de queimação. Além da queimação o outro sintoma típico da DRGE é a regurgitação, que consiste no retorno do ácido e/ou restos alimentares até a boca. Outros sintomas conhecidos como atípicos podem ocorrer como: rouquidão, pigarro, tosse, sensação de “bola” da garganta, e

26 de maio de 2017

Uma boa hidratação auxilia na manutenção do viço e da beleza da pele, além de manter a integridade da camada de proteção cutânea e evitar problemas como descamação, ressecamento, envelhecimento precoce, irritações e infecções. Assim, diariamente, é preciso usar hidratantes adequados a cada tipo de pele e específicos para o rosto e o corpo. É bom lembrar que as peles oleosas também precisam de hidratação. Nesse caso, recomenda-se usar um produto oil-free, que é à base de água e não aumentará a oleosidade da pele. Uma boa hidratação deve ser feita por dentro e por fora. Por isso, além do uso de produtos específicos, recomenda-se a ingestão diária de, no mínimo, dois litros de água. Veja outras medidas que ajudam a manter a pele bem hidratada: 1) Evitar exposição excessiva ao sol; 2) Manter uma dieta rica em frutas e verduras, que contenha muitas fibras; 3) Evitar o uso excessivo de sabonetes, buchas, banhos muito quentes e prolongados, principalmente no inverno; 4)Evitar realizar esfoliações excessivas na pele. Aqui na Clínica trabalhamos com SkinBooster, técnica em que injetamos uma substância em alguns pontos da face, colo e pescoço, para aumentar a hidratação profunda da pele. Texto por : Dr. Fabricio Freitas – Dermatologista – Clinica Fares (Osasco)   CRM-SP: 122.138

25 de janeiro de 2017

O que é Febre Amarela?

A Febre Amarela é uma doença perigosa e pode até ser fatal! No estado de São Paulo, já foram confirmadas 3 morte ocasionadas por ela (Até o dia 25/01/2016). Todas as vítimas estiveram neste ano em Minas Gerais, estado que enfrenta um surto da doença.

Febre_ProtegerAs primeiras manifestações da doença são inesperadas pode ocorrer: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. Existe ainda uma forma mais grave da doença, que é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias) depois dos primeiros sintomas, quando pode aparecer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

Prevenção

É muito importante adotar medidas preventivas para se proteger, por isso a Clínica Fa

20 de janeiro de 2017

Você sabe o que é glaucoma? Leia o texto escrito pelo Oftalmologista da Clínica Fares Dr. Jaime Martins e aprenda mais sobre esse assunto. O que é? É uma doença degenerativa do nervo óptico, que pode ou não estar associado a pressão alta intra ocular. Quais consequências? É uma doença que pode levar à cegueira e, apesar de tentarmos controla-la reduzindo a pressão intra ocular, não tem cura. Quais fatores de risco? Idade maior que 40 anos, história familiar da doença em parentes de primeiro grau, raça negra, asiáticos, traumas oculares , inflamações intra oculares e cirurgias oculares. Há relação entre pressão alta intra ocular e pressão alta sistêmica? Não. Como posso evitar? Na verdade, não há uma fórmula para evitar o glaucoma. O mais importante é passar em consultas periódicas com seu oftalmologista para que, em caso de doença, ela seja diagnosticada precocemente. Quais sintomas? Na maioria das vezes, não apresenta sintomas, até que a doença esteja avançada. Em alguns casos o paciente pode queixar-se de uma dor súbita, vômitos e baixa de visão no olho afetado. Em casos avançados, o paciente terá baixa de visão e perda de visão periférica. Como trato o glaucoma? O tratamento vai depender do s

Posted in blogdaterceiraidade by Clinicafares | Tags: , ,
13 de janeiro de 2017

Você está com duvidas sobre Catarata?

Então leia esse texto escrito pelo Oftalmologista Jaime Martins da Clínica Fares e saiba mais sobre esse assunto. O que é Catarata? catarataÉ a opacificação do cristalino, nossa lente intra-ocular natural. Quais fatores de risco? Idade maior que 60 anos, exposição solar, diabetes, tabagismo , traumas oculares , inflamações intra oculares, cirurgias oculares e uso de algumas medicações, como os corticoisteróides. Como posso evitar? A catarata é um processo de envelhecimento do nosso corpo, portanto, nem sempre pode ser evitada. Boa alimentação, evitar o hábito de fumar, proteção solar e evitar auto-medicação sempre é recomendado O mais importante é passar em consultas periódicas com seu oftalmologista para que, em caso de doença, ela seja diagnosticada precocemente. A Clínica Fares possui uma equipe de oftalmologistas especialistas em Catarata. Quais sintomas? O paciente portador de catarata apresenta baixa de visão, especialmente em ambientes de baixa iluminação, diminuição da sensibilidade à cores e contraste, podendo até mesmo chegar à cegueira. Alguns casos de catarata inicial, o paciente relata melhora da visão para perto, mas ess

Posted in blogdaterceiraidade by Clinicafares | Tags: , ,
8 de dezembro de 2016

Você sabia que varizes nas pernas, além de ser um problema estético, é também um problema de saúde?

Quase metade das pessoas na idade adulta tem varizes nas pernas e a sua prevalência aumenta com a idade. Esse problema, pode causar dor, ardor, ou sensação de peso nas pernas, que podem ser mais acentuados no fim do dia. Além de leve inchaço, apenas nos pés e tornozelos e coceira na pele. Existem alguns mitos sobre as varizes, separamos alguns para você entender melhor sobre esse assunto: varizes21) Cruzar as pernas várias vezes por dia causa varizes? Mito. Porém esse hábito pode piorar os sintomas das varizes, caso a pessoa já tenha esse problema.   2) Massagem pode curar varizes? Mito. A massagem realizado por um profissional pode ajudar a melhorar o inchaço e a sensação de desconforto, porém não irá tratar as varizes e muito menos curar. Existe tratamento para varizes, mas apenas o médico especialista pode analisar cada caso e saber qual o melhor tratamento. 3) Pessoas com varizes precisam utilizar meias especiais? Após a realização da cirurgia da varizes, mesmo se tiver sido realizado o procedimento a laser, é imprescind

Posted in blogdaterceiraidade by Clinicafares | Tags: , ,
1 de dezembro de 2016

  A queda é um acontecimento bastante frequente em idosos e é considerada um evento importante na fragilização e declínio da saúde. É um grande desafio para o médico identificar de forma precoce idosos com maior chance de quedas, pois as chances de lesões graves se instalarem aumentam com o avanço da idade. Evitar a queda é sempre uma boa prática , sendo um dos indicadores de qualidade dos serviços para idosos. Dados do brasil mostram que em torno de um terço de todos os idosos tem queda ao menos uma vez e 13% caem de forma recorrente, ou seja mais de uma vez. shutterstock_68989549Após a queda propriamente dita, existem medidas curativas que devem ser aplicadas pelo médico assistente, porém a prevenção em todos os casos, tanto naqueles que já caíram como naqueles que nunca passaram por tal risco, torna-se o melhor “remédio”. Portanto devemos intervir nos seguintes fatores de risco para evitar as quedas: 1- Fraqueza muscular de membros inferiores: Programas de fortalecimento muscular, geralmente mais eficazes quando realizados para grupo de idosos e de risco, preferencialmente supervisionado por um fisioterapeuta. 2- Distúrbios do equilíbrio: Treinos de equilíbrio, nes

Posted in blogdaterceiraidade by Clinicafares | Tags: ,
28 de outubro de 2016

Será que você está com Diabetes? Preste atenção nos sintomas:

1. Urinar excessivamente; 2. Sede excessiva; 3. Aumento do apetite; 4. Perda de peso em pessoas obesas; 5. Alterações visuais como por ex: visão embaçada; 6. Cansaço; 7. Feridas que demoram a cicatrizar; 8. Infecções frequentes, sendo as mais comuns as infecções de pele e nas unhas;

Se você estiver sentindo mais de um deste sintomas, procure ajuda de um médico  Endocrinologista.

 

Posted in blogdaterceiraidade by Clinicafares
28 de outubro de 2016

Os exercícios para idosos são muito importantes para além evitar doenças comuns, ainda diminuir as chances de quedas, falta de equilíbrio e fraqueza nas pernas. O importante é buscar exercícios que melhorem a parte aeróbica, a flexibilidade, o fortalecimento muscular e o equilíbrio do corpo. Confira os melhores exemplos:

  • Natação: nadar faz bem para esse grupo de pessoas porque queima calorias, trabalha intensamente a parte aeróbica e fortalece os músculos, além de proteger as articulações, ajudando a tratar doenças como artrite e osteoartrite

  • Corrida: correr traz muitos benefícios para o equilíbrio e para a respiração. Os idosos devem gastar no mínimo 30 minutos por dia com a atividade, cinco vezes por semana

  • Yoga e pilates: os benefícios dessas duas modalidades na terceira idade vão desde o alívio das dores provenientes da idade até o aumento da autoestima.

Posted in blogdaterceiraidade by Clinicafares
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE