ginecologia - Clinica Fares

Quando fazer exame de mamografia

29 de maio de 2018
A detecção precoce é a forma mais eficiente de diagnosticar o câncer de mama.
Inclusive, quando é diagnosticado em fases iniciais, na maioria dos casos, há chances de tratamento e cura. Um dos principais métodos para sua prevenção é a mamografia – exame de imagens das mamas por meio de raio-x. O exame da mamografia é feito na região das mamas e permite encontrar nódulos, microcalcificações, assimetrias mamárias entre outras lesões ou alterações que não são palpáveis ou visíveis.

Recomendações

A recomendação é que o rastreamento seja realizado com periodicidade, obrigatoriamente, a partir dos 40 anos, sendo repetidos anualmente. Porém, mulheres com alto risco de desenvolver a patologia ou tenha um ou mais parentes de primeiro grau com diagnóstico de câncer de mama, é preciso realizar o exame antes dos 40. Apesar de ser raro, existe a possibilidade de câncer mamário masculino; portanto também é importante que façam o autoexame.

Contraindicação

A

Posted in ginecologia, mastologia by Clinicafares | Tags: , , , ,
30 de abril de 2018
Em dias de sol e feriado, diversas brasileiras costumam visitar praias e frequentar piscinas, porém não se atentam aos cuidados com a higiene íntima.
Isto porque o calor e o aumento da umidade são facilitadores para a proliferação de agentes microscópicos, como bactérias e fungos, que causam odores e corrimentos.
Agora, você vai conhecer cinco cuidados, essenciais para manter a saúde íntima:
1-   Biquíni molhado – Uma atitude perigosa que pode causar problemas de saúde é ficar com o mesmo biquíni molhado por muito tempo. O ideal é lavar com água corrente e sabão neutro para eliminar os vestígios químicos da água da piscina ou sal do mar, já que é uma peça que está em contato direto com a região da vagina.
 2-   Tempo – o certo é não utilizar o biquíni/ maiô molhado por longos períodos. E nunca reutilizar sem antes lavar e secar bem.
 3-   Areia – Remova toda a areia da praia que ficou presa na roupa de banho/biquíni, porque ela pode irritar a vulva (um dos órgãos genitais externos do aparelho genital feminino), lave e seque bem.
 4-   Banho – Depois do dia de “praia” qua

Posted in ginecologia by Clinicafares | Tags: , , , , ,
13 de abril de 2018

O hiperandrogenismo é caracterizado por sinais e sintomas que resultam de um nível elevado de androgénos (hormônios masculinos) no sangue. Seus sintomas mais comuns são: aumento excessivo de pelos faciais e corpóreos (hirsutismo), acne ou queda capilar do tipo masculina (alopecia androgênica), podendo causar também disfunção ovulatória com infertilidade durante a vida reprodutiva. Entre as causas principais estão a síndrome dos ovários policísticos, hiperplasia adrenal congênita ou algum tumor adrenal, câncer de ovário, adenoma de hipófise, além de medicamentos esteroides. Por isso, verifique sempre os níveis de hormônios androgênicos presentes em seu corpo, pois em alguns casos de hiperandrogenismo não há alterações no exame físico. Procure por seu ginecologista e tire suas dúvidas! Dra. Ludmila Bercaire Ginecologia, Obstetrícia Reprodução Humana e Membro do Corpo Clínico da Clínica Fares CRM 145773  

12 de março de 2018

O casal que está tentando ter filhos, mas não está conseguindo, deve procurar um médico para detectar o problema e buscar a solução. Porque infertilidade é um diagnóstico dado ao casal, ou seja, o médico nunca irá dizer que é o homem ou a mulher que é infértil. Quando o casal vai tratar a infertilidade, deve estar disposto a realizar os exames e o tratamento, não somente a esposa.

Mas quando podemos dizer que o problema é infertilidade?

O casal deve ter relações sexuais de forma regular, ou seja, com frequência de pelo menos 1 a 2 vezes por semana, sem nenhum método anticoncepcional, por um ano. Quando se diz “nenhum método anticoncepcional”, não é apenas uso de pílula anticoncepcional. O casal também não pode estar usando preservativo, não pode estar realizando o coito interrompido, não estar usando qualquer atividade que possa dificultar a gravidez acontecer. Se não houver gravidez neste período, deve ser feito uma Pesquisa Básica, assim saberá qual tratamento realizar, para conseguir alcançar a gravidez. E o médico indicado para dar início a essa pesquisa, geralmente, é o ginecologista, mas infelizmente nem todos ginecolog

7 de março de 2018

A endometriose é uma doença caracterizada pela presença do endométrio (camada interna do útero) em outras partes do organismo, além do útero, podendo causar sintomas, como infertilidade e dor pélvica. Este tecido do endométrio, mesmo fora útero, continua sendo estimulado mensalmente pela ação dos hormônios do ciclo menstrual, provocando uma reação inflamatória e causando dor quando a mulher menstrua. A infertilidade, quando associada a endometriose, acontece por diversas razões: acometimento da anatomia e função da motilidade das trompas, além de alterações hormonais e imunológicas que dificultam a implantação embrionária e a gestação. A presença de endometriomas nos ovários também pode dificultar a ovulação. Mesmo com todas essas alterações, a doença não inviabiliza a gestação, porém diminui suas chances. Muitas vezes é necessário um tratamento de reprodução assistida para obter a gravidez. A endometriose costuma melhorar durante a gravidez, mas a mulher precisa de um tratamento hormonal pós-gestacional para controle da doença. Procure seu ginecologista e se informe melhor!

Posted in ginecologia by Clinicafares | Tags: , ,
27 de fevereiro de 2018

As doenças sexualmente transmissíveis (DST) é um dos problemas de saúde pública mais populares no mundo.

É uma doença transmitida, na maioria das vezes, de uma pessoa para outra pessoa ao ter relações sexuais sem proteção com um parceiro já infectado.

As DST podem ser graves e evitáveis, além de aumentarem o risco de contrair HIV (vírus da imunodeficiência humana) que pode gerar AIDS (síndrome da imunodeficiência adquirida).

Nenhum grupo está imune, independente de raça, sexo ou situação financeira.

As doenças podem se manifestar através de bolhas, verrugas, corrimentos e feridas.

No entanto, algumas DST não apresentam sintomas, sendo assim, a procura pelos serviços de saúde após relações sexuais sem preservativos é de extrema importância.

A infecção também pode acontecer por meio de compartilhamento de agulhas, seringas, drogas injetáveis e transfusão de sangue contaminado.

Além disso, bebês podem nascer com a doença, através do c

29 de janeiro de 2018

O MonaLisa Touch (laser vaginal) é o tratamento para rejuvenescimento vaginal que age de modo a aliviar os efeitos que a atrofia vaginal causa em algumas mulheres, como o ressecamento na região genital. A atrofia se desenvolve lentamente, de modo que pode demorar de 5 a 10 anos para a mulher perceber os sintomas, que tendem a piorar com o tempo. Ela acontece em decorrência da redução ou ausência do estrogênio (hormônio produzido pelos ovários) após a falência ovariana causada pela menopausa, ou após cirurgias com retirada dos ovários. Com a falta do estrogênio os tecidos vaginais vão perdendo a lubrificação, tornando-se assim finos, secos, retraídos e atrofiados, também conhecido como vagina ressecada. Isto leva a sintomas como sensação de queimação, coceira, dor na relação sexual, secura vaginal e até incontinência urinária. MonaLisa Touch age por meio da aplicação de laser na região vaginal, reativando o metabolismo das células atrofiadas, estimulando assim reestruturação e restauração do tecido no local. Segundo o fabricante, ele consegue recuperar a elasticidade, a espessura e a umidade da vagina ao estimular a produção de colágeno. O tratamento MonaLisa Touch é

Posted in ginecologia by Clinicafares | Tags: , , ,
4 de janeiro de 2018

O que é o Estudo Urodinâmico?

É um exame que possibilita identificar problemas relacionados à micção, como: retenção urinária (dificuldade de urinar), incontinência urinária (perda de urina), urgência miccional (ao sentir vontade de urinar e não aguentar chegar até o banheiro), além de ser um exame pré-operatório para correções de distopia genitais (queda do útero, a famosa “bexiga arriada”ou “bexiga baixa”), pois pode identificar incontinência urinária oculta, que é a perda de urina que iria aparecer após a cirurgia e poderia ser identificado com a urodinâmica, para ser corrigido o problema no mesmo ato cirúrgico.

Qual médico realiza o exame?

Normalmente, Urologistas e Uroginecologistas.

Como é realizado?

É necessário introdução de duas pequenas sondas na uretra (canal por onde sai a urina). Por uma das sondas é introduzido soro fisiológico para encher a bexiga, enquanto a segunda sonda analisa no computador o comportamento da bexiga durante o enchimento e esvaziamento. Além disso, é realizado a introduçã

Posted in ginecologia, urologia by Clinicafares | Tags: , ,
18 de dezembro de 2017

O que são?

Náuseas e vômitos são tão frequentes no início da gravidez que muitas vezes são utilizados como símbolos que expressam a gestação. Ocorrem principalmente no primeiro trimestre, sendo prevalente em mais de três quartos de todas as gestantes, o que significa aproximadamente 3 milhões de brasileiras anualmente. Em cerca de um terço das vezes, o quadro clínico é tão intenso que chega a afetar o trabalho e a vida social da gestante. Normalmente, o também chamado “mal-estar matinal”, caracterizado por náuseas, vômitos, indisposição matinal e sialorréia (salivação), começa entre a primeira e a segunda semana de atraso menstrual e pode durar até o fim do terceiro mês de gravidez. No entanto, cerca de 20% das mulheres sentem náuseas e vômitos por um longo período de tempo e 2% desse grupo sofrem até o final da gravidez.

O que é hiperêmese gravídica?

Um número pequeno, que varia de 0,3 a 3% de todas as mulheres grávidas, experimenta uma forma mais grave da doença, que é a hiperêmese gravídica (HG), também conhecida como “vômitos perniciosos da gravidez”. A HG é caracterizada por náuseas e vômitos prolongados e frequentes, que ocasionam desidratação, distúrbio eletrolítico (perda de sais minerais) e diminuição de peso. A gestante não percebe melhora no quadro nem mesmo com uso de medi

Posted in ginecologia by Clinicafares | Tags: ,
4 de dezembro de 2017

A candidíase é causada por um fungo chamado Cândida, provocando infecções vaginais que são bem comuns na gravidez. Os sintomas mais recorrentes são uma secreção vaginal densa, branca e grumosa; coceira, ardor ou vermelhidão na região da vagina e do ânus; dor nas relações sexuais e ardência ao urinar. Não use nenhum medicamento no local sem antes ter falado com o ginecologista/obstetra. Se a candidíase for identificada durante a gravidez, seu médico receitará algum tratamento adequado para seu estágio de gravidez, o que amenizará a coceira e a irritação na área. A infecção por cândida na mãe não prejudica o bebê, mas precisa ser tratada para evitar complicações. A infecção por cândida em recém-nascidos provoca feridinhas brancas na cavidade oral do bebê (o chamado sapinho), e o problema pode, por sua vez, ser transmitido para os seios da mãe. Para prevenir, costumo indicar o uso de calcinhas de algodão ao invés das de tecido sintético, evitando-se roupas íntimas apertadas, leggins e jeans skinny com frequência. Não faça prática de duchas vaginais e desodorantes íntimos. E claro, para qualquer circunstância, converse sempre com seu médico!

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE