proctologia - Clinica Fares

Halitose ou mau-hálito: quais suas causas e como evitar

16 de janeiro de 2018

O que é halitose ou mau hálito?

A halitose ou mau hálito é uma situação anormal do hálito que muda para um odor desagradável. Todavia, não é uma doença, mas é um sinal de que há alteração fisiológica, indicando que alguma coisa no organismo está desequilibrado. Segundo a Associação Brasileira de Halitose (ABHA), pesquisas apontam que, pelo menos, 30% dos brasileiros (50 milhões de pessoas) têm esse problema. A ida ao médico, gastroenterologista, é importante para identificação do problema e orientação para o melhor tratamento.

Quais são suas causas?

Ainda, segundo a ABHA, há, em média, 60 causas diferentes para o problema. Estudos têm demonstrado que a halitose está relacionada a diminuição de produção de saliva. Assim situações, como longo tempo em jejum e após períodos de sono (dormir), onde ocorre diminuição da produção de saliva e aumento de mau-hálito. Apesar de 90% das suas causas se darem no ambiente bucal, a halitose é de cunho multifatorial e pode ter causas sistêmicas. Contudo, as causas podem envolver: estresse, problemas renais ou hepáticos, diabetes etc. Além de fatores da própria natureza humana, como alimentação errada, jejum longo, problemas em vias aéreas, placas bacterianas na lín

7 de fevereiro de 2017

Prevenindo o câncer colorretal Tocar nesse assunto sempre causa um desconforto nas pessoas, mas iremos comentar sobre um tipo de câncer que é altamente prevenível. Estima-se que o câncer colorretal (CCR) acometerá pouco mais de 34 mil brasileiros neste ano de 2017, por isso a relevância desse assunto. O CCR, em sua forma mais comum (Adenocarcinoma), origina-se na grande maioria das vezes de um pólipo intestinal. A notícia boa é que esses pólipos são facilmente removidos através de um procedimento chamado polipectomia, durante a realização da colonoscopia. colonO tipo, tamanho, quantidade e tempo de evolução dos pólipos predispõe ou não ao aparecimento do câncer. Pólipos maiores que 1,0 cm, múltiplos, com mais de 10 anos de formação e do tipo adenoma são os com maiores riscos. Sintomas como alteração do hábito intestinal, mudança nas características das fezes (Ex: Fezes afiladas), emagrecimento e, principalmente, sangue nas fezes nos alerta sobre a possibilidade de estarmos com a doença. A frequência desse tipo de câncer no nosso meio é alta… sendo assim o Ministério da Saúde recomenda para todos a realização do exame de Colonoscopia, aos 50 anos de idade, independente de presença de sintomas, como

Posted in proctologia by Clinicafares
4 de fevereiro de 2016

Por Redação   Hemorroida não é algo que quem tem costuma dizer aos quatro cantos. Muito pelo contrário: quem sofre com o problema acaba nunca saindo do armário.   Definida como inflamação dos vasos do ânus, a patologia é vista como tabu pela sociedade e pouco se discute sobre ela.   Os principais sintomas são dor, sangramento, coceira, ardência e desconforto. Mas o sintoma mais comum é o sangramento durante a evacuação. Dureza! O problema é que a pessoa sente algo estranho, mas pensa que é eventual e não liga.   Tempos depois, ocorre outra perda de sangue e a pessoa acha que, novamente, é algo isolado. Aí ela vai empurrando e nunca se preocupa com aquilo. O perigo mora aí.   Muitos homens e mulheres se ehemorroida1nvergonham de procurar um médico ou conversar sobre o problema e isso pode acabar resultando em um diagnóstico tardio, agravando a doença podendo sendo preciso até mesmo uma intervenção cirúrgica.   Uma das principais causas para a hemorroidas surgir é o intestino preso. As fezes ressecadas, com o tempo, podem desenvolver a p

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE