psiquiatria - Clinica Fares

Setembro amarelo: importância da prevenção

11 de setembro de 2018

Com ideia de prevenção e redução dos casos de suicídio, a campanha deste mês é fruto de uma iniciativa da Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, junto do Conselho Federal de Medicina – CFM (2014). O Setembro Amarelo reúne grandes vozes da sociedade, núcleos, federadas e associados, todos em prol da prevenção do registro de quase 12 mil suicídios anualmente no Brasil, a maioria jovem. Aproximadamente, 96,8% desses casos estão ligados a transtornos mentais, sendo a maioria: depressão, transtorno de bipolaridade e abuso de substâncias. Para contribuir com a prevenção, listamos os 10 sinais que merecem atenção e estão no Portal da Campanha Setembro Amarelo.

Transtornos mentais

Pessoas que são acometidas por depressão, transtorno bipolar, esquizofrenia, transtorno de personalidade e transtornos ligados ao uso de drogas (álcool, cigarro, crack, cocaína etc) fazem parte do grupo que merecem cuidados. Na identificação, desses problemas, é importante procurar um psiquiatra para prevenção.

Histórico pessoal

Quem realiza este ato é porque já tentou cinco ou seis vezes antes.

Ideação suicida

Comentários que demonstrem desespero, como “eu não queria vi

1 de agosto de 2018

O Transtorno Psicótico Agudo, mais conhecido popularmente como “surto psicótico”, é um estado mental transitório caracterizado pela presença de:

  • Delírio ou alucinação (visual ou auditiva)
  • Perda do contato com a realidade
  • Fala desorganizada, extremamente rápida e/ou incoerente
  • Comportamentos desajustados, catatônicos (sem reação) e/ou agressivos
  • Tumulto emocional
  • Oscilação de humor
  • Desorientação temporal
  • Confusão mental
  • Pensamentos suicidas

Os principais fatores responsáveis pelo aparecimento das crises são: os quadros depressivos em nível grave, transtornos bipolares, traços de personalidade borderline, agentes estressores, situações traumáticas severas, luto mal elaborado, uso de álcool e drogas e possíveis efeitos colaterais a algumas medicações. É muito comum que indivíduos com esse quadro tomem atitudes extremas, comportem-se maneira imprudente, desapareçam temporariamente ou permanentemente e seja um risco para si e para os demais. Isso acontece, pois a pessoa está fora da realidade e pode não se lembrar do episódio posteriormente. O tratamento indicado para esses quadros é acompanhamento psicológico e psiquiátrico. A atitude indicada caso você se depare com es

4 de maio de 2018

A depressão é um transtorno psíquico de abrangência global em aumento progressivo ao redor do mundo. Com prevalência mundial de aproximadamente 4.5% e no Brasil de quase 6%, ganha, hoje, um enfoque midiático em muitas ocasiões inadequado. A referência a desfechos mais delicados, os quais incluem a mais temida complicação, o suicídio, exige cuidado e atenção tanto por parte dos profissionais em saúde quanto da sociedade em geral. Sinais, como mudanças de comportamento tanto em crianças e jovens quanto em adultos e idosos ou mesmo alterações no padrão alimentar ou do sono podem sugerir a necessidade de investigação de quadros psíquicos, sobretudo a depressão. A presença de ansiedade, medos intensos, irritabilidade ou mesmo agitação associado ou não a consumo de álcool e drogas, sobretudo em jovens. A depressão é mais comum nas primeiras décadas da vida, porém pode ocorrer tardiamente, isto é , em idosos. No idoso, a doença, leva a piora ou manejo mais delicado de outras doenças, como hipertensão arterial e diabetes. O tratamento inclui

Posted in psiquiatria by Clinicafares | Tags: , ,
24 de abril de 2018

Você já se deparou com alguém que tem frequentes explosões de raiva, é agressivo – verbal e corporal, mas depois se arrepende? Este comportamento pode estar ligado ao Transtorno Explosivo Intermitente – TEI, popularmente conhecido por síndrome do Hulk, fazendo referência ao gênio de um dos personagens da Marvel que quando está sujeito a situações de stress, se transforma em uma criatura com alto poder de destruição, o Hulk.

O que é o Transtorno Explosivo Intermitente – TEI?

Este transtorno de impulsividade, geralmente, acontece quando o paciente tem “ataques” de explosões de agressividade desproporcional a situação em que se encontra. Na maioria das vezes, atinge pessoas com problemas regulares no trabalho ou na própria vida pessoal. Contudo, após a explosão, quem sofre do transtorno se arrependa da agressão que fez e sente-se comovido com a situação da vítima. Normalmente, para ser diagnosticado com TEI, o indivíduo deve ter no mínimo dois ataques por semana, em um período de três meses.

Características da raiva

  • Aumento dos batimentos cardíacos;
  • Sentimento de vergonha e culpa depois dos transtornos;
  • Quebra de objetos;
  • Se reportar com agressão física sem motivo a outra pessoa;

Posted in psicologia, psiquiatria by Clinicafares | Tags: , , ,
16 de fevereiro de 2018

Dia 18 de fevereiro é considerado o Dia Nacional do Combate ao Alcoolismo. Diante desta data, fica a pergunta, como combater o alcoolismo? O tratamento para o alcoolismo ainda é motivo de muitos questionamentos, dúvidas e desafios. Sabemos que o alcoolismo é uma doença, na qual, o prazer se torna um desprazer, causando inúmeros prejuízos na vida dos alcoolistas. Manejar um desejo que aponta para um desprazer advindo de um prazer é muitas vezes um trabalho desafiador para ambas as partes. A psicanálise entende que o prazer e o desprazer estão sempre juntos, são faces da mesma moeda. Estando avisado da dualidade que envolve o gozo, cabe ao psicanalista através da escuta, manejar essa via de prazer, dando ao paciente a possibilidade de gozar de uma forma interessante, cheia de vida. É importante ressaltar que o trabalho do psicanalista para com o alcoolista vai além das questões bioquímicas da dependência etílica. Trabalhamos com o manejo do gozo, do prazer/desprazer, trabalhamos com o que há de singular nos seres humanos.

17 de novembro de 2017

Dezenas de e-mails para responder, mensagem do chefe no final de semana e cliente reclamando. Estas e outras situações da rotina de trabalho levam funcionários a terem a síndrome de burnout. O estado de esgotamento físico e emocional é como que se toda a reserva de energia tivesse chegado ao fim, após um longo período em que a pessoa, acorda, dorme e respira trabalho. As cobranças em excesso, acúmulo de tarefas e foco exclusivo pelo emprego fazem com que profissionais que lidam diretamente com pessoas, não administrem seu tempo, se dediquem totalmente ao trabalho e adoeçam. Uma pesquisa da filiada nacional da International Stress Management Association (Isma) apontou que no Brasil, 30% dos profissionais sofrem com essa doença. Isso inclui, principalmente, professores, enfermeiras, policiais, recursos humanos, jornalistas, agentes penitenciários bombeiros e assistentes sociais. A principal característica de quem apresenta a síndrome de burnout é a tensão emocional e o estresse crônico, provocado pela condição física, emocional e psicológica do empregado que carrega dezenas de mal-estares, como problemas de relacionamentos com clientes, chefes e colegas. Alguns sinais da síndrome, que podem não ser percebidos facilmente são dores de cabeça frequentes, dores musculares, isolamento, demora em realizar tarefas, che

Posted in psiquiatria by Clinicafares | Tags: , , ,
26 de setembro de 2017

Todos os anos são registrados cerca de dez mil suicídios no Brasil e mais de um milhão em todo o mundo. Sendo que, em nosso país, 17 %  da população já tiveram algum pensamento de suicídio, 5 % já tiveram planejamento e 3% já tiveram alguma tentativa. O estigma e o tabu relacionados ao assunto são aspectos importantes, como o fato do suicídio ser considerado pecado em algumas culturas ou pelo fato de o suicídio ser considerado uma fraqueza. Ainda temos medo e vergonha de falar sobre o assunto. Há dificuldade em se buscar ajuda, falta de conhecimento e de atenção sobre o assunto por parte dos profissionais de saúde, o que dificulta a prevenção.

Fatores de risco

Os dois principais fatores de risco são: tentativa prévia de suicídio e doença mental. Pacientes que tentaram suicídio previamente têm de cinco a seis vezes mais chances de tentar suicídio novamente. Estima-se que 50% daqueles que se suicidaram já haviam tentado previamente. Muitos suicidas tinham uma doença mental, muitas vezes não diagnosticada e não tratada de forma adequada. Os transtornos psiquiátricos mais comuns incluem depressão, transtorno bipolar, alcoolismo e abuso/dependência de outras drogas, transtornos de personalidade e esquizofrenia. Pacientes com múltiplas comorbidades psiquiá

Posted in psiquiatria by Clinicafares | Tags: , , ,
1 de setembro de 2017

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o transtorno bipolar afeta 2,2% da população mundial adulta. No Brasil, esse número chega aseis milhões de pessoas. Mas o que é o transtorno bipolar? No dia a dia, é comum haver momentos de felicidade ou tristeza, no entanto, quando esses períodos de oscilações de humor se tornam mais frequentes, pode ser que exista um transtorno de bipolaridade. A causa disso pode envolver diversos fatores como os genéticos, alterações em algumas áreas do cérebro e nos níveis de inúmeros neurotransmissores. O transtorno podem existir de algumas formas: Transtorno bipolar tipo um: o paciente apresenta no mínimo um episódio maníaco e períodos de depressão profunda. Transtorno bipolar tipo dois: o paciente jamais apresentou episódios maníacos completos. Ao contrário, ele apresenta períodos de níveis elevados de impulsividade e energia que se alternam com depressão. Existe outra forma mais leve do transtorno bipolar, a ciclotimia, que envolve oscilações de humor menos agravantes. Indivíduos com essa forma da doença alternam entre hipomania e depressão leve. Algumas causas contribuem para o surgimento da doença, como histórico familiar, estresse intenso, idade (ter entre 15 e 25 anos), mudanças no estilo de vida, experiências traumáticas e uso de drogas recre

Posted in psiquiatria by Clinicafares | Tags:
1 de agosto de 2017

A tristeza é algo que pode atingir a todos em qualquer momento da vida. As principais características são: choro; desânimo; angústia e, até mesmo, alguns sintomas físicos como aperto no peito e coração acelerado. Na maioria dos casos ela é passageira, principalmente em contato com experiências positivas. Em minhas consultas, sempre alerto os pais de que qualquer tristeza com mais de duas semanas de duração precisa de atenção redobrada. Segundo dados do 2º Levantamento Nacional de Álcool e Drogas, realizado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), cerca de 21% dos jovens com idade entre 14 e 25 anos possuem fortes indícios de depressão. As mulheres são as mais afetadas, representando 28% dos casos e, segundo os dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), a estimativa é que 350 milhões de jovens já sofreram ou sofrem com a doença. O aumento desses casos têm feito os pais se preocuparem e muitas vezes questionarem como agir diante de um quadro como esse. Para achar as repostas, antes de tudo, precisamos aprender a diferença entre tristeza e depressão, tendo consciência que a primeira é um sentimento e a segunda é uma doença.  É fundamental para os pais buscar auxílio de um especialista, a qualquer sinal estranho ou no caso da tristeza persistente. A depressão tem sintomas que

Posted in clínica geral, psiquiatria by Clinicafares | Tags: , , ,
2 de fevereiro de 2017

Você se sente exausto fisicamente, emocionalmente ou mentalmente? Esses sintomas podem surgir devido o acúmulo de estresse no trabalho e acabar se tornando a síndrome de Burnout, ou síndrome do esgotamento profissional. Pessoas que estão sofrendo com Burnout também podem apresentar dores de cabeça, palpitações, tonturas, problemas de sono, dores musculares e até resfriados, por exemplo. Profissionais que trabalham nas áreas de educação, enfermeiros, assistentes sociais, agentes penitenciários, bombeiros, policiais, médicos e mulheres que enfrentam dupla jornada correm risco maior de desenvolver esse problema. Alguns dos sinais e sintomas que ajudam a identificar se está sofrendo com este problema incluem:

  1. Sentir que nada vai dar certo;
  2. Cansaço físico e mental constante e excessivo;cansacofisicoemental
  3. Falta de vontade para fazer atividades sociais ou estar com outras pessoas;
  4. Dificuldade para se concentrar no trabalho ou tarefas diárias;
  5. Falta de energia para manter hábitos saudáveis, como ir na academia ou ter um sono regular;
  6. Sentimento de que não s

Posted in neurologia, psiquiatria by Clinicafares | Tags: ,
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE