sem categoria - Clinica Fares

Como funciona o balão gástrico para emagrecer

10 de novembro de 2017

O Balão intragástrico é uma das opções disponíveis para o tratamento do sobrepeso e obesidade. Consiste em uma prótese de silicone preenchido com cerca de 400 a 700 mL de soro fisiológico e um corante. Ele é implantado no estômago por endoscopia, portanto sem cirurgia ou cortes. Os pacientes que podem implantar o balão intragástrico são aqueles com IMC (Índice de Massa Corpórea) maior ou igual a 27, que já tentaram dieta e medicação para emagrecer, sem sucesso. O procedimento é contraindicado em algumas situações específicas como, por exemplo, pacientes com cirurgias gástricas, úlceras ativas, extensas hérnias de hiato, etc. Ele age ocupando espaço no estômago (cerca de 1/3 do órgão) permitindo a saciedade precoce após a ingestão de pequenas quantidades de comida, ou seja, o paciente se sentirá “satisfeito” mesmo fazendo pequenas refeições. Os estudos mostram que a média de perda de peso é entre 10 a 20% do peso total, porém esse resultado vai depender da idade, metabolismo e principalmente da disciplina do paciente em seguir as orientações da equipe multidisciplinar que é composta por nutricionista, educador físico e se necessário um psicólogo. Esse acompanhamento é essencial porque apenas a implantação do balão não garante um bom resultado. Temos atualmente dois principais modelos de balão

Posted in sem categoria by Clinicafares | Tags: ,
8 de novembro de 2017

Grande parte das perdas auditivas acontece gradualmente ao longo dos anos, por isso podem passar despercebidas. E como descobrir se você tem perda auditiva? Lendo as perguntas a seguir, você pode ter uma resposta:

  • Às vezes você não percebe sons que os outros ouvem, como os pássaros cantando?
  • Tem impressão de que as pessoas estão com a voz abafada ou murmurando?
  • Tem zumbido nas orelhas?
  • Gosta do volume da TV mais “alto” do que outras pessoas com quem você vive?
  • Pede para repetirem o conteúdo sobre uma reunião que você acabou de participar?
  • Quando está no telefone tem dificuldades para ouvir?
  • Tem complicações para acompanhar uma conversa em uma sala com várias pessoas?
  • Você teve/tem grande exposição a ruídos no trabalho?
  • Às vezes não ouve o celular tocando?
  • Pede para as pessoas repetirem o que falam?
  • Acha mais fácil entender vozes masculinas do que as femininas?

Das perguntas acima, se você respondeu pelo menos três, talvez tenha algum tipo de perda auditiva. Para ter certeza, procure um médico otorrinolaringologista que é responsável por cuidar de qualquer tipo de deficiência auditiva e seus tratamentos, que podem ser medicamentoso, cirúrgico ou com uso de apare

3 de novembro de 2017

As chances das varizes aparecerem novamente depois de uma cirurgia variam de 7 a 65% de acordo com estudos médicos. Os motivos mais comuns são fatores genéticos, isto é, herdar essa tendência de algum familiar. Quando isso acontece, significa que temos alterações nas válvulas presentes dentro das veias. Desta forma quando tratamos uma veia varicosa seja em cirurgia, radiofrequência, etc tratamos apenas as doentes e não significa que as veias normais não possam vir a se tornarem defeituosas no futuro, visto que elas possuem a mesma carga genética. Outras situações também influenciam, como alterações hormonais, uso de hormônios, ficar em pé parado ou sentado por muito tempo, sedentarismo e gravidez. Além disso, a não retirada das fontes de refluxo venoso na cirurgia que já foi realizada, impactam no retorno das veias doentes precocemente. Com tudo, é importante manter o contato com o cirurgião vascular, pois é o especialista que vai acompanhar o paciente para identificar a volta das varizes a serem tratadas e evitar complicações, como o escurecimento da pele. Vale lembrar que o exame de ultrassom Doppler deve ser sempre realizado. Pois, ele identifica todas as veias com problemas e ajuda o cirurgião vascular identificar quais precisam ser retirad

Posted in sem categoria by Clinicafares | Tags: , , ,
25 de outubro de 2017

Infelizmente existem crianças que apresentam uma falta de empatia, demonstrando um comportamento de agressividade hostil, com meta de causar danos ou prejudicar o outro, seja física ou verbalmente. Quando há uma criança causando sofrimento a seu filho, é preciso observar o comportamento do mesmo e conversar com ele para tentar entender o que está passando, conhecer seus sentimentos e em qual contexto ocorre esta interação, para que ele possa se abrir de forma segura. Deve haver também um reforço positivo toda vez que seu filho se abrir, o parabenizando por ter a coragem de contar, pois a maioria das crianças sente medo ou vergonha de expor esta situação. Conversar com o amiguinho numa tentativa de defesa e tentar resolver o problema entre eles tratando-o com respeito e empatia pode funcionar ou não, isso vai depender do amiguinho. Pois deve ser levada em consideração a dinâmica familiar, porque algumas famílias podem ser muito fechadas. Mas se houver uma abertura, os responsáveis também podem conversar entre si para que orientem a criança sobre o comportamento desadaptado que está apresentando na escola e que as ações sofrem consequências que, neste contexto, são negativas. Inclusive se o caso acontecer na escola, é sempre fundamental envolver os professores e coordenadores para que eles possam também ajudar

23 de outubro de 2017

As úlceras estão entre as queixas mais ouvidas diariamente pelo cirurgião vascular, incomodando e preocupando inúmeras pessoas. Um fato interessante é a quantidade de mitos envolvendo as úlceras. Por exemplo, a ideia de que a ferida será resolvida apenas com curativo. Este pensamento está totalmente errado e será demonstrado posteriormente. Inicialmente, úlcera acontece quando há perda da integridade do tecido acometido, ou seja, forma ferida. Esta alteração pode ocorrer em qualquer parte do corpo, sendo as úlceras de pele as responsáveis pelo agendamento de consulta com o cirurgião vascular. Podem ocorrer em qualquer localização do corpo, atingindo tamanhos e profundidades variadas. As suas causas também são diversas, podendo ter origem em doenças dermatológicas, ou seja, doenças de pele, doenças autoimunes (como lúpus), acometimento neurológico e, principalmente, vasculares. Concentrando no âmbito da vascularização, podem ser definidos três tipos de úlceras: venosa, arterial e hipertensiva. Úlcera venosa é a mais famosa de todas e a mais comum, acometendo geralmente as pernas, associada a problemas de vasos cansados, sendo estes vasos as famosas varizes. A úlcera arterial ocorre devido à dificuldade de o sangue chegar ao local, ou seja, o va

16 de outubro de 2017

Quando decide emagrecer, você entra naquelas dietas da moda? Já seguiu dicas de como cortar o jantar, beber chá verde ou água com limão em jejum, mas sem saber se funcionam? Então, aqui estão cinco mitos e verdades sobre emagrecimento que podem te ajudar a descobrir se está no caminho certo.

  1. Não jantar ou fazer jejum ajuda a emagrecer?

Não. Porque pular refeições faz com que o organismo crie um sistema de defesa para os momentos de stress. Quando muito tempo em jejum o organismo passa a guardar energia na forma de gordura para que quando houver outro período de jejum prolongado ele tenha reservas, além de que no jejum o metabolismo diminui fazendo o corpo gastar menos energia.

  1. Está certo substituir refeições por shakes e/ou suplementos?

Não. Shakes e suplementos são acrescidos de conservantes, corantes e aromatizantes para melhorar o gosto e aumentar o prazo de validade. Em geral, são consumidos sem qualquer indicação ou acompanhamento nutricional. Além disso, os alimentos têm outra ligação com o ser humano, o aspecto emocional.

  1. Tomar chá verde ou água com limão em jejum ajuda a emagrecer?

Para se obtiver os benefícios dessa erva deve-se consumir no mínimo quatro xícaras de chá po

11 de outubro de 2017

Na população, em geral, o excesso de peso, considerando crianças e adultos, chega a incríveis 53,9% da população brasileira.

Estudos também apontam que 34,6% dos brasileiros comem em excesso carnes com gordura e 29,8% dos brasileiros consomem refrigerantes, pelo menos, cinco vezes por semana; associado a falta de atividade física regular, esses números se agravam progressivamente.

A obesidade é uma doença evitável, mas a preocupação é que está associada ao aparecimento de outras doenças, como:

 

Aumento de 10% do peso, que está associado a um ganho de 6 vezes no risc

5 de outubro de 2017

A doença começa quando uma célula, na grande maioria das vezes, nos ductos mamários ou das glândulas mamárias, que são os “tubos” que carregam o leite até o mamilo e as glândulas que as fabricam, passa a ter um crescimento fora de controle. Essas células passam também a ter um comportamento invasivo e agressivo. É muito mais frequente nas mulheres, mas também pode ocorrer nos homens.  Nós sabemos que existe um conjunto de fatores que envolvem uma combinação do próprio organismo da pessoa e o estilo de vida. Ingestão de álcool, sobrepeso, sedentarismo, nuliparidade (mulher que não teve gestação), não a amamentação, uso de contraceptivos orais e a terapia hormonal após a menopausa, são alguns dos fatores de risco que, hoje, a ciência definiu como certos. Muitos destes fatores de risco são possíveis mudando o estilo de vida. Existem outros que dependem  do próprio organismo, como algumas mutações genéticas, histórico na família de câncer, entre outros.

Idade de maior risco

Existe uma relação direta entre idade e desenvolvimento do câncer de mama. Quanto maior a idade, mais o risco. Sabemos que boa parte dos casos são diagnosticados em mulheres com mais de 55 anos. Por causa disso, a partir dos 40 anos, a mulher já deve ter a opção de iniciar o rastreio. Se você tem 45 ano

4 de outubro de 2017

A visita ao especialista é fundamental para todas as mulheres; na prevenção de doenças, controle de natalidade e tratamento das “surpresas” que a população feminina com vida sexual ativa ou não pode ser submetida. A periodicidade das consultas, bem como dos exames, devem ser individualizadas de acordo com cada caso e respectiva idade:

Pré-Adolescentes ou adolescentes

A puberdade nas meninas pode iniciar entre os oito e os 14 anos; é uma fase de intensas mudanças físicas e psicológicas. As consultas nessa idade servem para aconselhamento quanto às mudanças que ocorrerão no corpo, orientações em relação à higiene íntima, tratamento/controle de alguns sinais e sintomas que se iniciam com as alterações hormonais intensas, como acne, cólica, irregularidade menstrual, irritabilidade, transpiração excessiva e odor corporal. São recomendadas consultas anuais com ênfase em acompanhamento do desenvolvimento.

Adultas

A idade adulta começa com 18 e termina aos 60 anos. Pode ser subdividida entre adultas jovens (18-21 anos), adultas (21-45 anos) e meia idade (45-60 anos). É a fase da vida que boa parte das mulheres tem relação sexual e os cuidados mudam. Corrimentos, contracepção, alterações menstruais, doenças sexualmente transmissíveis, gravidez e início dos sintomas da menopausa são as princip

Posted in ginecologia, sem categoria by Clinicafares | Tags: , , ,
3 de outubro de 2017

Nosso corpo é composto por, pelo menos, 60% de água, que varia com a idade, e é usada em diversos processos metabólicos e químicos.

Por não termos reserva, ela deve ser reposta regularmente para manter nosso corpo saudável e o bom funcionamento das funções básicas do organismo.

Abaixo, conheça algumas curiosidades:

Como beber mais água

Uma boa forma é sempre ter uma garrafa de 2 litros de água por perto ou anotar a hora que bebeu, a quantidade e repetir o processo ao longo do dia. Com o passar do tempo a ação vai fazer parte da rotina.

Quais os melhores horários

Posted in clínica geral, sem categoria by Clinicafares | Tags: , ,
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE