sem categoria - Clinica Fares

Você sabe o que é bexiga caída?

15 de setembro de 2017

O termo médico para a conhecida “bexiga caída, bexiga baixa, bola na vagina, útero arriado ou útero baixo” é distopia ou prolapso genital, que é a queda pelo canal vaginal de qualquer órgão pélvico, como bexiga, uretra, útero, intestino e/ou reto. Mas por que isso acontece? Isto ocorre após um enfraquecimento dos músculos e ligamentos que formam o assoalho (ou pavimento) pélvico. Esse assoalho é responsável por sustentar os órgãos dentro da pelve, porém, quando há uma fragilidade, os órgãos se insinuam (“caem”) pelo canal vaginal, aparecendo às famosas “bola na vagina”. Essa fragilidade pode acontecer dependendo da idade da paciente, do número de partos vaginais, tamanho e peso do recém-nascido, número de gravidez, história de obesidade, menopausa, cirurgias vaginais prévias e desordens do colágeno (que tem forte ligação com a genética da paciente) Atenção! É muito importante não confundir com a incontinência urinária (perda de urina), pois são duas doenças distintas, com tratamentos diferentes e que podem ou não estar associadas. Existem distopias sem perda de urina e perdas de urina sem distopias!

Qual é o tratamento

6 de setembro de 2017

  Quando você sente uma dor de dente vai ao dentista. E quando tem um problema no coração vai ao cardiologista, certo?   Mas, quando tem uma dor na alma, um desconforto emocional, um incômodo onde não se sabe bem o que é e nem mesmo o que está sentindo?   É neste momento que o psicólogo pode ajudá-lo a entender e resolver os conflitos afetivos e emocionais. Ao contrário do que a maioria pensa, ir ao psicólogo não é para louco, até porque “louco” é o indivíduo com perda total ou parcial do contato com a realidade e vive intensamente as fantasias produzidas em sua mentee acredita ser real. Já o paciente que vai ao psicólogo, vive e relata seus desconfortos e conflitos reais.   O trabalho do psicólogo fica ainda mais completo quando percebe o sofrimento do paciente com os sintomas e isso o limita a realizar suas atividades diárias. Nesses caso, há um trabalho conjunto com o psiquiatra e o uso de medicamentos para melhora dos sintomas, utilizados para trabalhar melhorar o comportamento. Quando o paciente percebe o restabelecimento de seus sintomas, consegue pensar de forma mais clara e perceber quais eram os indícios que tanto o afligiam.   Algumas pessoas não vão ao psicólogo por falta dessa informação, outros alegam falta de recurso financeiro e, somado a isso, nossa q

Posted in psicologia, sem categoria by Clinicafares | Tags:
4 de setembro de 2017

O bruxismo é uma condição muito mais comum do que imaginamos. Segundo a Organização Mundial de Saúde, aproximadamente 30% da população do mundo são acometidas, independente da idade. Essa patologia é caracterizada pelo hábito de ranger ou apertar muito os dentes várias vezes durante o dia ou noite sem que o indivíduo perceba, acontecendo de forma voluntária ou não. A doença atinge crianças, adultos e pode ter uma variedade de causas, sintomas e consequências. Diversos autores e médicos dividem o bruxismo como fisiológico e patológico. O bruxismo fisiológico acomete crianças de até seis anos de idade e, nesses casos, elas apresentam movimento de lateralidade da mandíbula, rangem os dentes como uma necessidade fisiológica de desgaste dos caninos para acomodá-los e prepará-los para a troca da dentição. Já o bruxismo patológico atinge tanto crianças quanto os adultos, causando o desgaste dental e, consequentemente, danificando os dentes e restaurações dentárias, além de deixar as gengivas feridas e causar dores nos músculos, rosto, mandíbula e cabeça. O bruxismo também causa cansaço diurno por conta das noites mal dormidas, zumbido ou dor no ouvido, sensação de ouvido tampado, diminuição e sensibilidade auditiva ou dificuldades no entendimento de alguns sons mais graves ou agud

Posted in fonoaudiologia, sem categoria by Clinicafares | Tags:
7 de dezembro de 2016

Pelo menos 4 em cada 10 adultos normais roncam ocasionalmente e 2 roncam habitualmente. O ronco ocorre mais em homens, pessoas com sobrepeso ou obesidade e piora com a idade. O ronco é o som emitido pela vibração de partes moles nas vias aéreas (língua, céu da boca ou palato, amígdalas e a úvula ou campainha) durante a respiração. No entanto, o ronco em si, geralmente não causa problemas graves para a saúde da pessoa. Se bem que, do ponto de vista social, pode haver o problema de o ronco incomodar quem tenta dormir ao lado (isso pode prejudicar seriamente a convivência de um casal, por exemplo).   O principal problema associado ao ronco são as apneias do sono, que, basicamente, são pausas respiratórias por no mínimo 10 segundos durante o sono. Quando muito intensas e frequentes causam a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) caracterizada por sintomas noturnos e diurnos ocasionados pelas apneias do sono:   – Sintomas noturnos: roshutterstock_39329287nco ressuscitativo, pausas respiratórias testemunhadas, episódios de sufocação, despertares frequentes, sudorese excessiva, pesadelos, insônia e engasgos. – Sintomas diurnos: sonolência excessiva, sono não reparador, f

Posted in sem categoria by Clinicafares | Tags: , , ,
1 de dezembro de 2016

  A queda é um acontecimento bastante frequente em idosos e é considerada um evento importante na fragilização e declínio da saúde. É um grande desafio para o médico identificar de forma precoce idosos com maior chance de quedas, pois as chances de lesões graves se instalarem aumentam com o avanço da idade. Evitar a queda é sempre uma boa prática , sendo um dos indicadores de qualidade dos serviços para idosos. Dados do brasil mostram que em torno de um terço de todos os idosos tem queda ao menos uma vez e 13% caem de forma recorrente, ou seja mais de uma vez. shutterstock_68989549Após a queda propriamente dita, existem medidas curativas que devem ser aplicadas pelo médico assistente, porém a prevenção em todos os casos, tanto naqueles que já caíram como naqueles que nunca passaram por tal risco, torna-se o melhor “remédio”. Portanto devemos intervir nos seguintes fatores de risco para evitar as quedas: 1- Fraqueza muscular de membros inferiores: Programas de fortalecimento muscular, geralmente mais eficazes quando realizados para grupo de idosos e de risco, preferencialmente supervisionado por um fisioterapeuta. 2- Distúrbios do equilíbrio: Treinos de equilíbrio, nes

Posted in sem categoria by Clinicafares | Tags: ,
9 de novembro de 2016

Muitas mamães tem duvidas quando o assunto é o sono do bebê, não é mesmo? Você já deve ter ouvido ou já ter pensando em algumas dessas perguntas: “Será que o meu filho(a) está dormindo o suficiente?”, ” Acordar tantas vezes a noite é normal?”, ” Dormir tantas horas por dia é mesmo correto?”. Calma mamãe! Nós vamos te ajudar a acabar com essas “minhocas”em sua cabeça. Cada bebê é de um jeito e alguns chegam a dormir até duas horas a mais ou a menos que os outros. Por isso, não se preocupe se o filho(a) da sua amiga, colega, vizinha ou prima está dormindo uma noite inteira e o seu bebê ainda nem chegou perto disto. Para ter uma ideia geral, veja  a tabelinha abaixo com números de quantas horas de sono em média bebês e crianças pequenas precisam dormir em cada idade.

Idade Durante a noite Durante o dia Total

1 mês

Posted in pediatria, sem categoria by Clinicafares | Tags: , ,
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE