Arquivos Anemia - Clinica Fares

Anemia por deficiência de ferro

6 de novembro de 2017

A anemia por deficiência de ferro é um dos principais problemas de saúde pública mundial, chegando a afetar mais de um quarto da população do planeta, ou seja, mais de 2 bilhões de pessoas em todo o mundo. Entre as causas podemos citar a baixa ingestão de alimentos com ferro, verminoses intestinais, gestantes, menstruações em grande quantidade e hemorragias. É muito importante dizer que existe a influência de outros alimentos que consumimos todos os dias como a grande quantidade de chá ou café que podem inibir a absorção de ferro, enquanto o consumo de frutas cítricas, com vitamina C favorecem. Devemos estar atentos ao aparecimento de alguns sintomas como palidez, cansaço e fraqueza, dor de cabeça, falta de apetite, irritabilidade, palpitações. Neste caso,o diagnóstico deve ser sempre realizado por um médico para que seja feita uma avaliação clínica e dos hábitos alimentares, associado a exames laboratoriais e radiológicos, já que deve se esclarecer a causa que levou a instalação de uma anemia. O tratamento da anemia deve ser realizado juntamente com o acompanhamento da nutricionista para que seja realizado uma dieta rica em ferro como carnes vermelhas, vísceras (fígado e miúdos), carnes de aves, peixes e hortaliças verde

Posted in clínica geral by Clinicafares | Tags: ,
25 de julho de 2017

O ferro desempenha um papel muito importante: é o responsável pelo transporte do oxigênio para as células e também contribui para a formação normal dos glóbulos vermelhos e da hemoglobina, que ajudam a levar o oxigênio necessário às células do  bebê. Uma deficiência em ferro provoca cansaço, anemia, diminuição da atividade intelectual e maior suscetibilidade a infeções. Mulheres que ingerem quantidades adequadas de ferro ao longo da gravidez têm um risco menor de dar à luz a bebês com baixo peso ou prematuros, além de apresentarem taxas menores de mortalidade por hemorragia pós parto. Muitas mulheres começam a gestação já com níveis baixos de ferro no organismo e acabam não conseguindo elevar essa quantidade para suprir as necessidades do corpo somente com a comida. Diante disso, a partir dos três meses de gravidez, é recomendando a suplementação de entre 30 mg a 60 mg de ferro por dia. A menos que se tenha ou venha a ter anemia, essa quantia é geralmente suficiente. O problema dos suplementos de ferro é que eles podem irritar seu trato intestinal, provocando prisão de ventre, um sintoma comum em gestantes. Outros efeitos colaterais são náuseas e, em alguns casos, mas raramente, a  diarreia. Se você sentir esses incômodos, converse com seu médico ginecologista para dis

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE