Arquivos bebê - Clinica Fares

Para que serve a funchicória?

9 de maio de 2018

Funchicória é uma mistura em pó que tem na sua fórmula folhas de chicórea (uma erva), raiz de ruibarbo e flores de funcho. Tem também a sacarina (adoçante artificial), que causa o sabor adocicado ao remédio. Não existe nenhum estudo científico que comprove a eficácia da funchicórea contra as cólicas, mas funciona como um “remédio psicológico aos pais”; a família oferece o remédio para a criança com cólica e fica tranquila, pois há a sensação de que algo já tinha sido feito. O sabor adocicado tira a atenção do bebê da dor para o gosto prazeroso do doce e assim o bebê se acalmava momentaneamente. A funchicória se apresenta em pó fitoterápico, que deve ser dissolvido em água e o bebê sugar a chupeta mergulhada nessa água: Crianças com idade até 1 mês – 1 medida de 4/4 horas.  De 1 mês a 2 meses – 1 medida de 3/3 horas.  De 2 meses a 6 meses – 2 medidas de 4/4 horas.  A medida de referência é a própria tampa do frasco. O conteúdo da medida da tampa deverá ser adicionado em 40 ml de água filtrada e administrado através de uma mamadeira ou embebida na chupeta. Apesar de poder ser tomado sem prescrição médica, é sempre bom ouvir a orientação do médico

Posted in pediatria by Clinicafares | Tags: , , , ,
3 de abril de 2018

O crescimento/desenvolvimento das crianças é notório. Basta ficarmos um mês sem ver um sobrinho para soltar a fatídica frase “nossa! Como ele cresceu!” Mas vale lembrar que esse crescimento NÃO é linear, havendo momentos em que há uma aceleração de marcos do desenvolvimento (rolar, sentar, engatinhar). É comum nesses momentos, designados de saltos, que podem durar dias à semanas, que o bebê fique mais irritado, mais choroso, com alteração de sono e apetite. Isso acontece, pois eles também estranham suas novas habilidades, o que causa insegurança sobre o que são capazes de fazer. Dessa forma, eles buscam apegar-se em quem confiam, principalmente mães e avós. O ponto crítico desses momentos de salto é a AMAMENTAÇÃO. A criança precisa de mais energia, pois o gasto é maior, então buscam alimentar-se em intervalos menores que os habituais. Dessa forma, muitas mães se perguntam se o seu leite está sendo insuficiente. A resposta é NÃO! Seu bebê apenas está gastando mais e por isso precisa ganhar ainda mais energia. Outro fator que chama a atenção é que aquele bebê que dormia a noite toda, pode passar a ter o sono mais agitado devido à esse excesso de energia. Mas acalmem-se, esses momentos são limita

Posted in pediatria by Clinicafares | Tags: , , ,
29 de março de 2018

A tão esperada festinha de um ano chegou! E com isso novas conquistas e habilidades são adquiridas pelo bebê. É a partir dos 12 meses que seu filho vai começar a se soltar para dar os primeiros passinhos sozinho, sem apoio e então começar a andar. Com esse idade, eles aprendem a comer sozinhos com a colher. Muitas vezes, erram o caminho da boca, derrubam a comida, mas faz parte do aprendizado. Uma criança de 1 ano já deve comer exatamente o que os pais comem, sem alteração na consistência, ou seja, não deve mais amassar, bater ou triturar o alimento. A habilidade motora fina está mais desenvolvida, gostam de atividades de encaixe, de fazer barulho com peças, de pôr e tirar objetos de um lugar para o outro, de arrremessar coisas e já conseguem ficar em atividades mais calmas por alguns minutos. O bebê já entende melhor a separação, então fica mais choroso ao se separar dos pais, e é um bom momento para trabalhar esse distanciamento, ensinando-o a se tornar mais independente. Com 12 meses a fala do bebê passa a ter intenção comunicativa, não tem mais caráter de experimentação, como nas fases anteriores. Começa a onomatopeias e é muito ativo em situações comunicativas, respondendo, com balbucios, em situações de conversação. No decorrer dos 12 aos 18 meses aco

Posted in fonoaudiologia, pediatria by Clinicafares | Tags: , , , , , ,
28 de março de 2018

Todo papai e mamãe espera ansioso  pelos primeiros passinhos e pelas primeiras gracinhas do bebê. É com 9/10 meses que o bebê começa a aprender essas novas habilidades. Nesta fase, o bebê já é capaz de engatinhar e, muitas vezes, de se levantar, ficar em pé com apoio, dar os primeiros passinhos segurando em algo, subir escadas engatinhando e consegue sentar e levantar sem ajuda. O bebê já sabe pôr e tirar objetos de dentro de uma caixa, gosta de dar e pegar as coisas, sabe empilhar, derrubar e  jogar bola. Os sons produzidos pela criança nessa faixa de desenvolvimento são aqueles baseados no idioma falado em casa. Ela já é capaz de apontar para aquilo que deseja e combina os gestos com som. Consegue emitir sons feitos por outras pessoas e imita gestos com “tchau”, “mandar beijo”, “piscar o olho” e entende o não, apesar de, muitas vezes, não obedecer. Lembre-se, essas informações são parâmetros de normalidade padronizado por estudos, mas um desvio muito grande desse padrão necessita de uma avaliação. Caso seu filho seja prematuro, é esperado um atraso nesse padrão, levamos sempre em conta a idade corrigida! Gostou desse texto? Quer saber mais? Então continue nos

23 de março de 2018

O tempo passou, seu bebezinho está crescendo, está com 6 (seis) meses, agora ele já sabe sentar, já conhece os suquinhos, as frutinhas, as papinhas, já segura os objetos que quer e quando quer, já passa os objetos de uma mão para a outra e já derruba os objetos com intenção. Nessa fase o bebê já entende a inflexão e tons de voz e é capaz de rir ou chorar dependendo da forma como falamos com ele. Quanto à fala, nessa fase há um rápido aumento nas combinações de vogais e consoantes, brincando com os sons que já é capaz de produzir. Até então, o que era uma vocalização vira  balbucio e passa a ter repetição de sílabas, e de sílabas diferenciadas, como “mamapá”. O balbucio é muito importante, pois é o início do desenvolvimento de linguagem oral do bebê. Nessa fase, eles experimentam todos os sons e imitam sons que nós fazemos, por isso brincadeira que exploram sons nessa fase são muito importantes. Com seis meses a criança se interessa muito por cores e texturas, então durante a brincadeira, ofereça muitos objetos os quais ele possa tocar, sentir e seguir com os olhos, colocar na boca e interagir, sempre usando a fala como apoio. Livros com muitas cores e desenhos grandes também são bem vindos nessa fase. Lembre-se, essas informações são parâmetros de normalidade padro

Posted in fonoaudiologia by Clinicafares | Tags: , , , , ,
21 de março de 2018

Depois de toda a gestação e parto, chegou o momento de curtir o bebê. Além de todos os medos e inseguranças normais dessa fase, os pais pensam: será que meu bebê, tão pequenino, já é capaz de estabelecer alguma forma de comunicação comigo? A resposta é sim. Desde o nascimento, o bebê se comunica, principalmente com os pais, que são as pessoas mais próximas. De acordo com estudos, do nascimento até o primeiro mês de vida, os recém-nascidos são capazes de se comunicarem através do choro, mas nessa fase ainda o choro é igual para tudo, sendo ainda uma resposta biológica a dor e a fome. O bebê é capaz de reagir a sons fortes se assustando, à luz e a voz de seus pais, se acalmando quando escuta a voz da mãe. Nessa fase o bebê já produz vocalizações, mas ainda sem intenção comunicativa e de uma maneira esporádica. O bebê também tem a habilidade de imitar expressões faciais de seus pais e de fazer contato visual quando o rosto dos pais está dentro de seu campo de visão, entre 20/30 cm. Portanto, durante a amamentação (seja ela natural – em seio materno – ou artificial – na mamadeira) o recém-nascido já é capaz de manter contato visual com a mãe, olhando nos olhos dela. Já por volta dos 2/3 meses, o <

Posted in fonoaudiologia, pediatria by Clinicafares | Tags: , , , , , ,
21 de março de 2018

Antes de falar dos 1000 dias, precisamos pensar no período pré- gestacional. Hábitos saudáveis sejam eles alimentares, atividades físicas, abandono de vícios (cigarro, álcool etc) são fundamentais, mesmo que não se planeje uma gestação. Agora, se a gestação está nos seus planos, o cuidado deve ser redobrado, álcool deve ser banido dos hábitos, pois já está comprovado que no início da gravidez todos os órgãos do bebê são suscetíveis aos efeitos do álcool e também porque o sistema nervoso está se formando. A alimentação deve ser o mais in natura possível e o corpo precisa se movimentar. Além disso, para preparar o sistema nervoso da criança, é importante que se inicie o uso de ácido fólico. A saúde do papai também tem que estar “ok”, pois algumas doenças paternas podem influenciar na saúde da criança.

Lá vem a notícia

O bebê vem aí! Caso a programação não tenha acontecido, os 1000 dias ainda estão começando e dá tempo para que a gestação e os anos seguintes sejam saudáveis. Ainda é tempo de modificar a alimentação (prepará-la é uma boa dica) e mexer o corpo – se for na á

Posted in nutrição, pediatria by Clinicafares | Tags: , ,
23 de fevereiro de 2018

A cardiologia pediátrica é fundamental na pesquisa de cardiopatias congênitas e seu acompanhamento. Contudo, tenho notado a demanda crescente por outros âmbitos dessa especialidade. A avaliação para aptidão física, realização de atividades e até mesmo recreativas, tem sido muito valorizada, uma vez que, o aumento de relatos de mortes, aparentemente, sem causas, em pátios escolares, escolas de natação e futebol, tem sido frequente. Queixas de cansaço, dispneia, dor torácica, pré-síncope, por vezes, não valorizadas durante a realização de atividades corriqueiras das crianças, revelam em investigações cardiológicas sua origem em más formações valvares, arteriovenosas, arritmias, dentre outras causas. Saliento ainda, a comorbidade destacada pela Sociedade Brasileira de Pediatria, como destaque das doenças emergentes no século XXI: a obesidade. A modernidade contemporânea, o estilo de vida da “nova infância” fez com que a obesidade, hipercolesterolêmica e hipertensão se ratificassem como mazelas também da faixa etária pediátrica, antes atribuída apenas aos adultos. As crianças, principalmente,

8 de fevereiro de 2018

Prosseguindo com os 10 mandamentos, vamos a quinta dica para a alimentação infantil ser saudável e sem stress.

5º Deixe seus filhos comerem  sozinhos

Muitos pais se incomodam com a bagunça que a criança pode fazer ao se alimentar sozinha e acabam não dando a elas a oportunidade de tentar no momento certo. Isso pode levar a uma resistência por parte da criança para comer sozinha no futuro. Não é raro mães de crianças de 5 – 6 anos queixarem-se de que os filhos não conseguem comer sozinhos. Mas muitas vezes eles apenas têm alguém que faz por eles e não aprendem a tentar. O que fazer: desde a primeira refeição da vida do bebê, deixe que ele interaja com os alimentos, com as mãos ou com colheres. Isso vai despertar seu interesse por novas conquistas. É importante dar autonomia.  Evitar a bagunça não é mais importante do que deixar o bebê livre para aprender. Qualquer dúvida procure por seu pediatra, pois é quem melhor poderá lhe orientar. Você pode acompanhar as demais dicas clicando nos links abaixo: 1º mandamento da boa alimentação infantil

25 de janeiro de 2018

Na sequência dos 10 mandamentos, vamos continuar com a terceira dica para a alimentação infantil ser saudável e sem stress.

3º Escolher o local adequado para comer

Bebês e crianças pequenas raramente param para comer espontaneamente e a preocupação das famílias em ver o prato vazio é tão grande que qualquer lugar está valendo (carro, sala, quarto, elevador) desde que o bebê aceite tudo. Muitas crianças andam pela sala com os pais atrás, tentando dar alimento. O que fazer: o objetivo a médio e longo prazo é que a criança aprenda a comer sozinha e sentada à mesa. Então é assim que deve ser desde sempre. Se possível, escolha cadeiras que possam ser usadas direto á mesa evitando os cadeirões e evite que a criança saia da mesa para brincar ou fazer outras atividades antes que termine a refeição. Quem dedica tempo nesse início não precisa se preocupar com isso mais tarde. Criamos os 10 mandamentos para uma boa alimentação infantil, não perca as próximas publicações, cada semana, um novo mandamento! Veja o 1º mandamento aqui e o segundo aqui

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE