Arquivos câncer - Clinica Fares

7 sinais do câncer de mama

19 de outubro de 2018

Os sinais mais evidentes do câncer de mama são as alterações que surgem, geralmente, a partir de um nódulo sem dor. No entanto, deve se atentar a qualquer vestígio da doença, já que, ela pode ser evidenciada de outras formas:

1- Nódulo

Um dos sinais mais comuns do câncer de mama é a presença de nódulo (caroço) no seio e que normalmente, é indolor e duro. Qualquer nódulo no seio merece atenção, já que um nódulo pode indicar outras doenças, como um cisto ou infecção na mama.

2 – Vermelhidão na mama

Um dos sinais do câncer de mama é a pele da mama estar vermelha e dolorida. É normal que a mama fique dolorida em período menstrual, mas se a dor, vermelhidão e calor permanecer, vale ficar atento.

3 – Pele áspera

Pele da mama semelhante a uma casca de laranja é um dos sintomas. Caso note mudança de textura no mamilo deve-se atentar.

4 – Mudanças na mama

Qualquer mudança na forma da mama ou do mamilo deve-se prestar atenção. Um exemplo, é no mamilo, principalmente se houver inchaço ou afundamento. Acontece que o tumor causa deformações nos tecidos da mama

4 de outubro de 2018

Na década de 90 surgiu o movimento Outubro Rosa, voltado para prevenção do câncer de mama. Segundo o INCA – Instituto Nacional de Câncer essa doença atingirá no Brasil aproximadamente 59.700 pessoas em 2018. Por isto, a prevenção com visitas periódicas ao médico e realização de exames, como a mamografia, permitem melhores tratamentos e chances de cura.

O que é o câncer de mama?

O câncer de mama, segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia, é um tumor maligno que cresce a partir de células da mama. Ele surge devido uma multiplicação das células anormais no tecido mamário onde se forma o tumor. No começo ele é imperceptível, depois cresce fora de controle.

Câncer de mama é de família?

Em algumas vezes (5 a 10%) os casos de câncer de mama são hereditários. Os outros 90% não têm origem familiar e acontece devido a alterações nos genes, por isso a importância da rotina ginecológica.

Existem fatores de risco?

Alguns grupos trazem como base fatores de riscos, como:

15 de agosto de 2018

O câncer de pele é o câncer que mais acomete pessoas no mundo. Ele afeta, principalmente, pessoas de pele clara, cabelos claros e que tiveram uma exposição prolongada ao sol ao longo da vida. Sua principal forma de tratamento é a cirurgia. Hoje, existe uma cirurgia inovadora chamada de cirurgia micrográfica de Mohs, desenvolvida por uma americano chamado Frederic Mohs. Esta cirurgia é mais eficaz e menos invasiva que a cirurgia tradicional realizada no Brasil, podendo levar a cura do câncer de pele em até 99%. Ela é recomendada, principalmente, para o câncer de pele não melanoma, dentre eles, o carcinoma basocelular e o carcinoma espinocelular. Diferente da cirurgia convencional, que o fragmento de pele removido é enviado para o laboratório de patologia e o exame pode levar dias para ficar pronto, a cirurgia de micrográfica de Mohs permite realizar a análise de 100% das margens cirúrgicas pelo microscópio durante o próprio ato cirúrgico. Quando as margens se encontram comprometidas pelo tumor, mais tecido é retirado até as margens cirúrgicas se encontrem completamente livres do tumor, com isso, garantindo uma maior taxa de cura. Além disso, na cirurgia micrográfica de Mohs só é necessário retirar a pele comprometida pelo tumor, dif

Posted in dermatologia by Clinicafares | Tags: , , , ,
18 de junho de 2018

O câncer surge a partir da proliferação celular descontrolada de uma única célula. Alguns fatores já são conhecidos como causa desta doença durante a vida adulta e tudo começa na infância. Esses fatores são chamados de fatores de risco carcinogênicos e evitá-los representa a base da prevenção. Nos Estados Unidos da América (EUA) em 2014, foi estimado que 42% dos cânceres em adultos com 30 anos ou mais, foram atribuíveis a fatores de risco potencialmente modificáveis, muitas vezes, durante a infância. Primeiramente o mais importante é levar a criança sempre ao pediatra , este especialista é o profissional adequado para identificar e orientar sobre os fatores de risco .

Como proteger o seu filho

  • Não expor a criança e o adolescente a fumaça do tabaco e prevenir o tabagismo em adolescentes;
  • Prevenir e agir na obesidade infantil. A obesidade na criança parece estar associada ao aumento do risco para vários tipos de câncer na idade adulta (esôfago, tireoide, vesícula, mama, cólon, renal);
  • Dieta: as escolhas alimentares são muito importantes, considerando que alguns alimentos podem ajudar a proteger o corpo contra a doença, outros podem aumentar o risco de desenvol

Posted in pediatria by Clinicafares | Tags: , , , , , ,
5 de fevereiro de 2018

O câncer de mama tem uma incidência de quase 60.000 casos por ano no Brasil, e apesar de ser mais prevalente após os 40 anos de idade, pode acometer também mulheres mais jovens. Por este motivo, o autoexame das mamas é muito importante, não só para a mulher conhecer o seu corpo, como também para identificar alguns sinais de alerta e procurar rapidamente um mastologista, quando necessário. Os principais sinais estão resumidos na imagem abaixo:                                                                                                                                                       O autoexame deve ser realizado uma vez ao mês. Quando a mulher ainda menstrua, de preferência realizar uma semana após o primeiro dia da menstruação, da seguinte maneira:

2 de fevereiro de 2018

O dia mundial contra o câncer está aí e será uma grande oportunidade para focarmos a atenção em nossas atitudes do dia a dia e na das pessoas que amamos.

Afinal, não é todo dia que falamos desse assunto e quebrar o tabu é o primeiro passo!

Primeiramente, pare o que você está fazendo e reflita: O que fizemos hoje para prevenir o câncer? E o que fizemos hoje para desenvolver o câncer? Parece algo simples de fazer, mas que na correria do nosso dia a dia acabamos por deixar de lado pequenas atitudes que fazem grande diferença em nosso futuro.

Dados científicos mostram cada vez mais uma forte evidência de que há associação em nossas escolhas de vida e o desenvolvimento do câncer.

Isto quer dizer, que na maioria dos casos, a doença está relacionada a não aplicar aquilo que sabemos que é o saudável: ter uma atenção especial na dieta, estar no seu peso adequado, não fumar, praticar atividade física regularmente, evitar consumo exagerado de álcool e fazer os exames preventivos indicados por seu médico.

Hoje, a ciência está cada vez mais desenvolvida e ano a ano, medicamentos novos surgem para o

20 de dezembro de 2017

A bactéria que acomete o estômago é chamada de Helicobacter pylori (HP) e é considerada a infecção crônica mais prevalente no mundo. Uma parcela relevante da população nem sabe que está infectada por essa bactéria; provavelmente isso acontece devido ao seu fácil contágio e poucos sintomas iniciais. Ela promove uma sequência de alterações no estômago que pode levar ao câncer, porém apenas uma parcela pequena dos pacientes infectados pelo HP desenvolverá a doença, o que nos faz concluir que a bactéria é apenas um dos fatores causais do câncer, não o único. A progressão para o câncer de estômago (gástrico) normalmente segue uma cascata de acontecimentos que ocorrem em um longo prazo. A gastrite crônica, úlceras gástricas, de duodeno e o linfoma gástrico também têm suas causas diretamente relacionadas à infecção pelo HP. Sua forma de contágio mais comum é através de água ou alimentos contaminados. Em nosso meio a  contaminação decorre mais frequentemente na infância e é maior em áreas com piores condições de saneamento básico. O diagnóstico do HP pode ser feito através de exames não endoscópicos ou exames endoscópicos. Os exames  endoscópicos são mais utilizados, uma vez que, além de promover biópsias para a detecção da bactéria, também permitem a visualiz

Posted in gastroenterologia by Clinicafares | Tags: , , ,
13 de dezembro de 2017

Os linfomas são um grupo de cânceres das células do sistema imunológico que atingem pessoas de todas as idades, mas, normalmente, aparece a partir dos 60 anos. Ele é divido em dois grupos: linfoma de Hodgkin (LH) e linfomas não-Hodgkin (LNH), que levam o nome do médico descobridor da doença, Thomas Hodgkin, em 1939, e são diferenciados através das características contidas nas células. O linfoma de Hodgkin (LH) tem melhor prognóstico, é responsável por 12% dos casos de linfomas e é formado pelas células de Reed-Sternberg. E o linfoma não-Hodgkin é desenvolvido a partir das células de línfócitos B. Não existe uma causa para o surgimento dos linfomas, mas alguns deles podem aparecer em pacientes com deficiências imunológicas, infecções ou com a AIDS. Nos últimos anos houve um aumento evidente da doença e em paralelo, ao longo dos 20 anos, as tecnologias que ajudam em seu tratamento também cresceram. Inclusive, o tratamento para linfoma acontece por meio de quimioterapia, fisioterapia ou com o transplante de medula óssea, mas vai depender do grau de avanço da doença. O diagnóstico de cada caso vai variar de acordo com as características genéticas de cada paciente. Os linfomas podem ser identificados por alg

Posted in reumatologia by Clinicafares | Tags: , , , ,
26 de maio de 2017

Uma boa hidratação auxilia na manutenção do viço e da beleza da pele, além de manter a integridade da camada de proteção cutânea e evitar problemas como descamação, ressecamento, envelhecimento precoce, irritações e infecções. Assim, diariamente, é preciso usar hidratantes adequados a cada tipo de pele e específicos para o rosto e o corpo. É bom lembrar que as peles oleosas também precisam de hidratação. Nesse caso, recomenda-se usar um produto oil-free, que é à base de água e não aumentará a oleosidade da pele. Uma boa hidratação deve ser feita por dentro e por fora. Por isso, além do uso de produtos específicos, recomenda-se a ingestão diária de, no mínimo, dois litros de água. Veja outras medidas que ajudam a manter a pele bem hidratada: 1) Evitar exposição excessiva ao sol; 2) Manter uma dieta rica em frutas e verduras, que contenha muitas fibras; 3) Evitar o uso excessivo de sabonetes, buchas, banhos muito quentes e prolongados, principalmente no inverno; 4)Evitar realizar esfoliações excessivas na pele. Aqui na Clínica trabalhamos com SkinBooster, técnica em que injetamos uma substância em alguns pontos da face, colo e pescoço, para aumentar a hidratação profunda da pele. Texto por : Dr. Fabricio Freitas – Dermatologista – Clinica Fares (Osasco)   CRM-SP: 122.138

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE