Arquivos cardiologista - Clinica Fares

Benefícios da atividade física para saúde e qualidade de vida

20 de setembro de 2018

O dia a dia de muitos passam voando e quando se menos espera a semana já foi embora. São tantos afazeres que não damos atenção para algo que faz toda diferença na vida de quem pratica: atividade física. Deixar de levar uma vida sedentária tem suas vantagens, inclusive por manter o corpo saudável e longe de doenças. Abaixo, você pode acompanhar alguns dos benefícios da atividade física para a saúde e o bem-estar:

Ajuda prevenir doenças do coração

Praticar atividade física regular diminui os riscos de doenças cardiovasculares. Tanto que, de acordo com o Ministério da Saúde a falta de atividade física é responsável por 54% de doenças cardiovasculares e 37% dos riscos de casos de câncer. Entre as doenças que podem ser evitadas estão: diabetes, obesidade, hipertensão e colesterol.

Melhora o humor

Muito sono, falta de energia e cansaço? É melhor largar o sofá e praticar ativid

16 de julho de 2018

O inverno é um grande aliado à pressão alta (hipertensão). Acontece que durante esta época do ano, a temperatura baixa, diminui o diâmetro dos vasos sanguíneos, fecha a circulação e aumenta a pressão. Então, veja alguns cuidados que ajudam a evitar a pressão alta e suas complicações:

Evite o sal 

O sal é composto por sódio, substância que faz com que o corpo retenha mais líquido e aumente o volume de fluídos nos vasos sanguíneos, isso pode causar a pressão alta, então vale diminuir sua digestão. Além disso, devem-se evitar alimentos embutidos e temperos industrializados.

Faça exercícios físicos

Após avaliação médica, é interessante praticar regularmente atividade física. Correr, nada, pedalar, aeróbica, são atividades que ajudam a baixar a pressão arterial (sendo feitos de forma moderada). Não se pode esquecer de fazer alongamento antes de iniciar as atividades para evitar problemas.

Cuidado com o estresse

Enfrentar situações de estresse são agravantes para a pressão alta. Sendo assim, aprender administrar em situações de conflito e ter boas noites de sono são aspectos importantes para o controle da pressão.

Quanto menos bebida

13 de novembro de 2017

O diabetes, ou diabetes mellitus, é uma doença crônica em que o corpo não consegue produzir ou não consegue usar de forma correta a insulina que produz. A insulina é produzida pelo pâncreas e dentre varias funções uma das principais é a de regular a quantidade de glicose no sangue. Quem tem diabetes, o organismo não consegue usar a glicose corretamente; seu nível fica alto (hiperglicemia) e se continuar desregulada por um período longo, causa prejuízo em diversos órgãos e sistemas. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, atualmente, no Brasil existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com diabetes – representando 6,9% da população. Este número cresce gradativamente e em algumas situações o diagnóstico demora a ser feito, desencadeando assim o surgimento de mais complicações.

Tipos de diabetes

Diabetes tipo 1 – quando o pâncreas não produz insulina ou produz em quantidade insuficiente. Chamados insulinodependente (precisa de aplicação diária de insulina). Geralmente acomete pessoas já na infância e adolescência. Diabetes tipo 2 – o organismo produz insulina, mas ela não consegue atuar, pois as células são resistentes a sua ação. Geralmente atinge pessoas mais velhas, acima dos 40 anos e está bem associada com a obesidade.

Fatores de r

Posted in cardiologia by Clinicafares | Tags: , , ,

21 de setembro de 2017

O colesterol é um tipo de gordura encontrada em nosso organismo necessária para a formação das membranas celulares, produção de alguns hormônios, vitamina D e ácidos biliares, porém, o seu excesso é fator de risco ao organismo pelo possível desenvolvimento de aterosclerose. Grande parte do colesterol (70%) é produzido pelo fígado e somente 30% provém da dieta, principalmente de alimentos com gordura de origem animal. O colesterol total é subdividido em LDL (colesterol ruim) e HDL (colesterol bom). O LDL em excesso lesa os vasos sanguíneos, predispondo à formação de placas de gordura. O HDL remove o excesso de colesterol do sangue, levando-o para o fígado para ser eliminado. O aumento de Triglicérides (outro tipo de gordura), também é prejudicial e pode levar à pancreatite. O valor ideal de colesterol total é de 200 mg/dL, LDL: 100 mg/dL, HDL acima de 60 mg/dL e Triglicérides 150 mg/dL. Além de causas relacionadas à dieta rica em gorduras, ao sedentarismo, tabagismo, alterações de tiroide, diabete, a elevação das gorduras pode ter causa genética. Caso as mudanças de dieta e hábitos não surtam o efeito desejado, podem ser introduzidas medicações como as estatinas e fibratos. Atenção especial deve ser dada às crianças, pois os distúrbios do colesterol surgem na infância. E também é importante termos uma alimentação saudável, pouco g

Posted in cardiologia by Clinicafares | Tags: , , , ,
8 de janeiro de 2016

Da Redação   Você é daqueles tipos de pessoas que, mal faz qualquer atividade simples, como descer alguns lances de escada, é já fica cansada como se tivesse corrido uma maratona? É bom ir atrás de um médico: por trás desse cansaço pode estar algo mais sério como um quadro de insuficiência cardíaca, por exemplo!   Vou explicar melhor. A insuficiência cardíaca é o comprometimento da capacidade do coração de suprir as necessidades do organismo.   É quando, é quando o bombeamento de sangue para os outros órgãos é prejudicado e muitos sintomas, como o cansaço frequente que citei, começam a surgir.   A insuficiência cardíaca é algo alarmante e quem atesta isso é a Organização Mundial da Saúde (OMS. O principal sintoma, como eu disse, é o cansaço após uma situação de esforço e, na fase avançada da doença, esse cansaço pode aparecer mesmo em repouso.   Inchaço nas pernas, aumento do volume abdominal e palpitações, entre muitos outros, são outros sinais bem comuns da insuficiência. O problema, naturalmente, costuma ser mais comum em pessoas idosas, mas pode acometer qualquer pessoa de qualquer faixa etária.   A explicação à insuficiência cardíaca ser maior em pacientes com mais de 65 anos é porque, na maioria das vezes, ela tem relação com outros problemas cardíacos como a velha e temida hipertensão

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE