Arquivos crianças - Clinica Fares

1000 dias – janela de oportunidades de vida saudável

21 de março de 2018

Antes de falar dos 1000 dias, precisamos pensar no período pré- gestacional. Hábitos saudáveis sejam eles alimentares, atividades físicas, abandono de vícios (cigarro, álcool etc) são fundamentais, mesmo que não se planeje uma gestação. Agora, se a gestação está nos seus planos, o cuidado deve ser redobrado, álcool deve ser banido dos hábitos, pois já está comprovado que no início da gravidez todos os órgãos do bebê são suscetíveis aos efeitos do álcool e também porque o sistema nervoso está se formando. A alimentação deve ser o mais in natura possível e o corpo precisa se movimentar. Além disso, para preparar o sistema nervoso da criança, é importante que se inicie o uso de ácido fólico. A saúde do papai também tem que estar “ok”, pois algumas doenças paternas podem influenciar na saúde da criança.

Lá vem a notícia

O bebê vem aí! Caso a programação não tenha acontecido, os 1000 dias ainda estão começando e dá tempo para que a gestação e os anos seguintes sejam saudáveis. Ainda é tempo de modificar a alimentação (prepará-la é uma boa dica) e mexer o corpo – se for na á

Posted in nutrição, pediatria by Clinicafares | Tags: , ,
15 de fevereiro de 2018

Vamos dar sequência aos 10 mandamentos da boa alimentação infantil e é hora da sexta dica!

Ensinar seu filho a respeitar sua fome e saciedade

O simples ato de parar de oferecer alimentos quando a criança diz ou demonstra que não quer mais, já ajuda a não prejudicar as sensações de fome e saciedade tão preservadas nas crianças. Evitar a distração também ajuda. Quem presta atenção ao que come percebe melhor se já é suficiente. Mas além disso, conversar com a criança sobre esse conceito de forma lúdica e descontraída pode ajudar a construir uma relação melhor com as refeições. O que fazer: antes de começar a comer, ensine a criança a dimensionar sua fome. Escalas de fome e saciedade podem ser difíceis de aplicar em crianças, mas a ideia de “barriguinha cheia” e “barriguinha vazia” podem ser um bom início. Ensiná-los a comer devagar, mastigando mais e prestando atenção ao sabor também é uma dica importante. Uma ideia é perguntar em que parte da língua ele está sentindo esse ou aquele sabor. Incentive ainda a criança a associar sabores a cores ou texturas, além de divertido pode ser uma boa forma de iniciar o ato de comer com atenção plena. Você pode acompanhar as demais dicas clicando nos links abaixo: <

Posted in pediatria by Clinicafares | Tags: , , , ,
25 de outubro de 2017

Infelizmente existem crianças que apresentam uma falta de empatia, demonstrando um comportamento de agressividade hostil, com meta de causar danos ou prejudicar o outro, seja física ou verbalmente. Quando há uma criança causando sofrimento a seu filho, é preciso observar o comportamento do mesmo e conversar com ele para tentar entender o que está passando, conhecer seus sentimentos e em qual contexto ocorre esta interação, para que ele possa se abrir de forma segura. Deve haver também um reforço positivo toda vez que seu filho se abrir, o parabenizando por ter a coragem de contar, pois a maioria das crianças sente medo ou vergonha de expor esta situação. Conversar com o amiguinho numa tentativa de defesa e tentar resolver o problema entre eles tratando-o com respeito e empatia pode funcionar ou não, isso vai depender do amiguinho. Pois deve ser levada em consideração a dinâmica familiar, porque algumas famílias podem ser muito fechadas. Mas se houver uma abertura, os responsáveis também podem conversar entre si para que orientem a criança sobre o comportamento desadaptado que está apresentando na escola e que as ações sofrem consequências que, neste contexto, são negativas. Inclusive se o caso acontecer na escola, é sempre fundamental envolver os professores e coordenadores para que eles possam também ajudar

20 de janeiro de 2016

Por Redação Pais e mães costumam se assustar quando percebem que seus filhos e filhas já estão bem crescidinhos e aparecem os primeiros sinais de puberdade, uma fase onde o corpo das crianças começa a mudar e vai ficando cada vez mais parecido com um corpo de um adulto. Geralmente, a puberdade tem início em meninas entre 8 e 13 anos de idade, e em meninos com idade entre 9 e 14 anos. O problema é que os sinais da puberdade precoce acontecem bem antes desse período e podem acarretar alguns problemas. Pais e mães, atenção: nas meninas, o principal sinal da puberdade precoce é a telarca, ou seja, o aparecimento do broto mamário, geralmente percebido como adolescenciaprecoce um pequeno “caroço” atrás do mamilo, que pode ser doloroso ou não. Nos meninos, o que deve chamar a atenção são o aparecimento de pelos , além do desenvolvimento genital. Nas meninas, essa precocidade pode ainda resultar na primeira menstruação de forma muito precoce, o que acaba se tornando um problemão no desenvolvimento físico  e psicológico. Essa menstruação precoce pode

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE