Arquivos doenças - Página 2 de 2 - Clinica Fares

Mitos sobre o Aedes aegypti

16 de fevereiro de 2016

Saiba diferenciar o que é mito ou verdade sobre o mosquito Aedes aegypti, o transmissor de dengue, zika e chikungunya. Ar condicionado e ventilador impedem as picadas do mosquito? Mito. Para usar o ar condicionado é necessário fechar todo o ambiente, evitando com que novos mosquitos entrem na casa. Por conta disto, algumas pessoas tem a falsa impressão que o aparelho evita as picadas do mosquito. Já o ventilador, pode atrapalhar o vôo do mosquito, mas não é o suficiente para evitar a picada. Todas as pessoas picadas pelo mosquito transmissor irão desenvolver a doença? Mito. Nem todos estão contaminado com o vírus. O mosquito da dengue pica apenas durante o dia? O mosquito pica principalmente durante o dia, mas se tiver oportunidade também vai picar a noite.   A água de piscinas pode servir de criadouro para o mosquito? larvasmosquitodengueAedes aegypti Verdade. Se a á

21 de janeiro de 2016
Já pensou em fazer um teste de visão na rua?

A Clínica Fares inova mais uma vez para ajudar a população paulistana. Agora, você pode fazer um teste rápido oftalmológico na rua, sem precisar ao menos entrar na clínica. Basta ficar na calçada a frente do prédio oftalmológico da Clínica Fares, tapar com a mão um dos olhos ( igual a segunda foto) e tentar visualizar as figuras, que lembra uma letra “E” e decifrar se está para cima, para baixo, direita ou esquerda. “Eu adorei a idéia, fiz o teste quando estava esperando o taxi e deu super certo, como tenho miopia só consegui enxergar até a terceira linha”. comentou Larissa Garcia, que passava por ali. O teste está na unida da Av. Parada Pinto, Vila Nova Cachoeirinha.   placa1

20 de janeiro de 2016

Por Redação Pais e mães costumam se assustar quando percebem que seus filhos e filhas já estão bem crescidinhos e aparecem os primeiros sinais de puberdade, uma fase onde o corpo das crianças começa a mudar e vai ficando cada vez mais parecido com um corpo de um adulto. Geralmente, a puberdade tem início em meninas entre 8 e 13 anos de idade, e em meninos com idade entre 9 e 14 anos. O problema é que os sinais da puberdade precoce acontecem bem antes desse período e podem acarretar alguns problemas. Pais e mães, atenção: nas meninas, o principal sinal da puberdade precoce é a telarca, ou seja, o aparecimento do broto mamário, geralmente percebido como adolescenciaprecoce um pequeno “caroço” atrás do mamilo, que pode ser doloroso ou não. Nos meninos, o que deve chamar a atenção são o aparecimento de pelos , além do desenvolvimento genital. Nas meninas, essa precocidade pode ainda resultar na primeira menstruação de forma muito precoce, o que acaba se tornando um problemão no desenvolvimento físico  e psicológico. Essa menstruação precoce pode

19 de janeiro de 2016

Por Redação   Uma doença silenciosa que pode acometer mulheres que insistem em utilizar por horas o absorvente interno. Assim é a síndrome do choque tóxico (SCT), que tem um alto grau de mortalidade e afeta uma a cada 100 mil pessoas. Síndrome do que, mesmo?   Tóxica porque a doença é causada pelo excesso de toxinas produzidas pela bactéria “staphylococcus aureus”. A bactéria existe normalmente no corpo da mulher, mas, com o uso por horas do mesmo absorvente interno, o corpo se torna o ambiente propício para que essa bactéria se reproduzir rapidamente.   E aí que mora problema: a bactéria se prolifera e acaba gerando toxinas em excesso que, além de causar uma infecção por causa da proliferação dessa bactéria, pode desencadear a síndrome do choque tóxico nas mulheres.   Esse quadro pode causar feridas na vagina, porta de entrada para a bactéria, que pode ainda infectar a mulher pelo sangue e gerar uma no corpo todo.   Não há uma idade específica para a síndrome do choque tóxico aparecer nas mulheres. Assim, qualquer mulher pode desencadear a síndrome desde que fique com o mesmo absorvente interno por mais de oito horas.   Por isso, é bom ficar atenta aos primeiros sintomas da síndrome. Se você estiver usando absorventes internos e apresentar febre alta, dor muscular generalizada, náuseas e vômitos, pressão arteri

Posted in dicas, ginecologia by Clinicafares | Tags: , , , ,
18 de janeiro de 2016
A Clínica Fares esteve na cidade de  Osasco fazendo a Ação Viva Saúde. O pessoal pode aproveitar para aferir a pressão arterial, glicemia e até controle de peso. É a Clínica Fares cuidando da população de Osasco, afinal logo a nova unidade da clinica que ficará situada na rua Antônio Agú, 630 ira inaugura este ainda este ano.   ACAOSAUDEJAN2 ACAOSAUDEJAN3

18 de janeiro de 2016

Por Redação   Não é incomum ouvirmos nos consultórios: “Tenho dor nas costas porque tenho lordose”. Ou mesmo cifose ou escoliose. Você sabe a diferença entre os três? Se perguntarmos se você já teve em algum momento algum tipo de dor nas costas, certamente você sofre ou sofreu com algum dessas condições. Todas são tipos de curvas da coluna vertebral que, dependendo de algumas condições, podem atrapalhar nosso dia a dia. A lordose é presente na coluna cervical e na coluna lombar e a cifose é presente na coluna torácica. A escoliose é um desvio da coluna vertebral para a esquerda ou direita, o que resulta num formato de “S” ou “C”. Aí entra uma diferença: enquanto a escoliose é avaliada como uma doença, a cifose e a lordose são desvios posturais considerados “normais” até determinados graus que, quando ultrapassados, são consideradas desvios. Vamos explicar mais detalhadamente. A lordose é uma curvatura normal e saudável da coluna. A coluna vertebral é formada de pequenos ossos, chamados vértebras e, quando observada de lado, possui dois tipos de curvaturas naturais: a cifose e a lordose. Essas curvaturas funcionam como molas que ajudam na absorção de impacto durante os movimentos naturais do corpo como caminhar ou pular, por exemplo. Tudo vai virar um problema de saúde quando essas curvaturas estão muito acentuadas. Aí elas são c

8 de janeiro de 2016

Da Redação   Você é daqueles tipos de pessoas que, mal faz qualquer atividade simples, como descer alguns lances de escada, é já fica cansada como se tivesse corrido uma maratona? É bom ir atrás de um médico: por trás desse cansaço pode estar algo mais sério como um quadro de insuficiência cardíaca, por exemplo!   Vou explicar melhor. A insuficiência cardíaca é o comprometimento da capacidade do coração de suprir as necessidades do organismo.   É quando, é quando o bombeamento de sangue para os outros órgãos é prejudicado e muitos sintomas, como o cansaço frequente que citei, começam a surgir.   A insuficiência cardíaca é algo alarmante e quem atesta isso é a Organização Mundial da Saúde (OMS. O principal sintoma, como eu disse, é o cansaço após uma situação de esforço e, na fase avançada da doença, esse cansaço pode aparecer mesmo em repouso.   Inchaço nas pernas, aumento do volume abdominal e palpitações, entre muitos outros, são outros sinais bem comuns da insuficiência. O problema, naturalmente, costuma ser mais comum em pessoas idosas, mas pode acometer qualquer pessoa de qualquer faixa etária.   A explicação à insuficiência cardíaca ser maior em pacientes com mais de 65 anos é porque, na maioria das vezes, ela tem relação com outros problemas cardíacos como a velha e temida hipertensão

2 17 de dezembro de 2015

Síndrome dos Ovários policísticos pode impedir gravidez   Da Redação   Hoje venho tocar um assunto bem delicado para as mulheres: a síndrome dos ovários policísticos e a irregularidade menstrual. Delicado porque pode dificultar o sonho de você ser mãe. Os sinais da síndrome são bem evidentes: aumento de pelos em lugares incomuns no corpo, irregularidade menstrual já mencionada e a ausência de ovulação são alguns dos sintomas dos Ovários Policísticos, que ataca cerca de uma em cada cinco mulheres.   A síndrome ocorre por conta do aumento do nível de testosterona, que é o hormônio masculino, e boa parte das mulheres que sofrem da doença (muitas sem saber!) tem atrasos ou ausência das menstruações. As mulheres que sofrem com os ovários policísticos ovulam de forma irregular, o que de complicar o futuro de uma gestação. Muitas mulheres descobrem que têm a doença apenas quando tentam engravidar e aí, infelizmente, não conseguem.   A síndrome é um distúrbio que se inicia na puberdade e é progressivo, o que causa um desequilíbrio hormonal. Trocando em miúdos: o organismo da mulher passa a produzir os hormônios em maior quantidade, o que aumenta a possibilidade do aparecimento de cistos no ovário.   Embora ainda não exista cura para o problema, é possível amenizar os sintomas. O diagnóstico é real

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE