Arquivos escola - Clinica Fares

Fonoaudiologia e distúrbio na escrita e leitura

17 de setembro de 2018

Ler e escrever faz parte da comunicação na vida de qualquer pessoa que vive em sociedade. É por isso que nas escolas a leitura e a escrita são a base dos estudos. Em fase de alfabetização, a criança aprende a ler e depois escrever, para que assim melhor possa se comunicar. Quando a criança, na escola, tem dificuldade para aprender a linguagem escrita, há chances de ela ter Distúrbio de Leitura Oral e Escrita.    

O que é o Distúrbio de Leitura Oral e Escrita?

Este distúrbio acontece quando é diagnosticado alguma deficiência na decodificação fonológica em relação a compreensão da linguagem escrita e oral, ou seja, é a dificuldade no entendimento da linguagem escrita. Em algumas situações pode se apresentar uma ou outra dificuldade.

Sinais do distúrbio

Os sintomas do distúrbio de leitura oral e escrita se dão mais evidentes ainda na pré-escola, onde a criança tem um dos primeiros contatos com a escrita. Alguns de seus sinais podem ser:

  • Torna-se mais “tímido” quando o assunto envolve ler e escrever;
  • Desinteresse pelas atividades que envolvem escrita e leitura;
  • Dificuldade de compreensão de falas;
  • Relação difícil com a escrita;
  • D

31 de julho de 2018

As aulas estão de volta e um dos momentos mais aguardados pela criançada é a hora de abrir a lancheira na hora do recreio. Mas isso pode ser uma difícil tarefa para muitas mamães. Preparar o lanche do filho pode não ser tão simples, pois o lanche mais fácil não é o mais saudável. Hoje, segundo um estudo liderado pelo Imperial College de Londres e pela Organização Mundial de Saúde (OMS), há mais crianças e adolescentes obesos do que na década de 70. E para minimizar esse caos, é preciso que haja um trabalho em conjunto em prol da saúde de nossos pequenos e futuros adultos. Abaixo, você pode conferir uma lista de como cuidar da alimentação escolar da criança para utilizar em seu dia a dia: 1 – Negocie com a criança o que irá na lancheira, não deixe que ela escolha, juntos vocês podem chegar em um lanche saudável e saboroso; 2 – Levar uma fruta, sempre se atentando para tomar cuidado para que ela não amasse; 3 – Cuidado com os produtos que podem estragar, como iogurte e queijo; 4 – Colocar sempre uma garrafa de água; 5 – Orientar a criança de que na cantina devem-se escolher os assados e não as frituras;

O que

5 de abril de 2018

É possível notar que há um aumento recente na incidência de problemas comportamentais e de aprendizagem como um todo em crianças e adolescentes. Isso reflete no aumento do número de queixas escolares e convocação de pais e responsáveis junto às Instituições de ensino. A presença de problemas comportamentais representam alto risco para o baixo rendimento escolar e é um importante alerta para identificação de questões emocionais mal elaboradas e possíveis  transtornos. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), uma em quatro famílias tem pelo menos um membro que sofre de um transtorno mental ou comportamental. A identificação precoce de transtornos mentais e comportamentais é fundamental para melhor direcionamento do tratamento adequado. Na fase escolar, o diagnóstico orienta pais e professores para a melhor prática junto à criança e ao adolescente. Um transtorno ou distúrbio que não é identificado e tratado pode gerar ansiedade na criança, cobranças excessivas por parte dos responsáveis e aumento da incidência de outras psicopatologias associadas, como por exemplo, Transtorno de Ansiedade Generalizada, Quadros Depressivos, Reação Aguda ao Estresse, entre outras. De modo geral, os problemas de aprendizagem podem impactar na vida soc

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE