Arquivos febre - Clinica Fares

Você sente dor lombar? Descubra quais são as causas

31 de janeiro de 2018

A queixa!

A dor lombar ou lombalgia é uma das queixas mais frequentes da atualidade em consultórios médicos. Pelo menos, 80% das pessoas já tiveram ou serão acometido pela dor durante a vida.

O que é dor lombar?

É uma dor na região da coluna vertebral na sua parte mais baixa (abaixo das costas e próximo a bacia).

Como identificar?

A dor lombar, normalmente, aparece como dor na coluna lombar ou dor que desce para as pernas ou nádegas. Como estão na parte inferior da coluna, são elas que suportam a maior parte do peso do corpo. É por isso que 70% das dores na coluna acontecem na região lombar.

Influência

Alguns trabalhos aumentam o risco de desenvolver dor na coluna (lombar), principalmente os que estão relacionados ao peso, esforço repetitivo, por exemplo, os de linha de produção. O uso de cigarro e o peso excessivo também estão muito relacionados com as dores lombares, assim como a falta de atividade física. É uma doença que tem parte hereditária (se os pais tiveram os filhos também podem ter), estão muito relacionadas ao estresse, ansiedade e depressão. Aproximadamente, 70% dos pacientes com dores crônicas apresentam alguns graus de ansiedade, depressão ou os dois.

Entendendo um pouco mais

A coluna vertebral é a estrutura de ossos (vértebras) que dá

19 de janeiro de 2018

Definições para icterícia

Icterícia provém do grego Ikteros, usado no tempo de Hipócrates para definir a coloração amarelada da pele e das mucosas. Representando a deposição de pigmentos biliares na pele, a icterícia é um achado clínico de grande importância médica, pois é a manifestação visível de uma doença, seja ela relacionada ao fígado ou não.

Durante a consulta

A associação do questionário médico ao exame físico e aos exames complementares possibilitam o diagnóstico da doença de base, na maioria dos casos. Alguns dados são de grande importância durante a avaliação inicial.

Por exemplo:

Qual da idade do paciente? Crianças e adolescentes têm uma incidência maior de hepatite A em relação aos idosos. Este último grupo apresenta uma chance maior de doenças tumorais, como câncer hepático e de vesícula biliar. Qual a profissão do paciente? Profissionais da área da saúde são mais susceptíveis ao contato e exposição às infecções virais, como hepatites B, C e HIV. Além disso, profissionais de outras áreas podem ter contato com produtos tóxicos associados à icterícia. Qual a procedência do paciente? Viajou recentemente? O paciente pode proceder, residir ou t

11 de dezembro de 2017

A febre amarela mais uma vez é motivo de preocupação na sociedade. Os números da doença são grandes e devemos estar atentos para evitar a contaminação, inclusive entre gestantes, bebês e crianças.

Gestantes

A melhor maneira de evitar a febre amarela é através da vacinação. No entanto, mamães em qualquer período de gestação, apenas, poderão tomar a vacina se moram em locais próximos de onde ocorreu a confirmação de circulação do vírus e não ter recebido contraindicação à vacina. Isso porque, acredita-se que na gravidez os casos de febre amarela sejam mais delicados. Mas a escolha da aplicação da vacina ou não será avaliada junto ao médico obstetra. Contudo, alguns cuidados para evitar a patologia podem ser tomados, como:

  • Evitar viagens para áreas de risco;
  • Se viajar ou viver em regiões afetadas consultar o médico sempre;
  • Se viajar ou viver em regiões afetadas e quer engravidar é recomendado esperar no mínimo um mês após a vacina;
  • Uso de repelente;
  • Uso de tela na janela para evitar a entrada de insetos e uso de roupas com manga longa.

Agora, entre as mães que estão amamentando, a vacina é contra indicada para bebês com menos de seis meses, caso seja impossível, como em viagens inadiáveis ou epid

Posted in pediatria by Clinicafares | Tags: , , , , ,
22 de novembro de 2017

A doença que é infecciosa febril de causa viral é transmitida por meio de mosquitos que tem dois ciclos de transmissão, o silvestre (FAS) e o urbano (FAU). Na mata (silvestre) os mosquitos gêneros Haemagogus e Sabethes são os que proliferam o vírus ao acometer os macacos (eles agem como hospedeiros do vírus) ou atacam seres humanos não vacinados que adentram seus habitat naturais, que normalmente, são áreas de matas. Na cidade (urbano) a doença é transmitida pelo mesmo mosquito que transmite a dengue, o Aedes Aegypti; vive em locais que apresentam água parada. Apesar disso, o vírus é o mesmo e desde 1942 não se tem registro de casos de febre amarela urbana no Brasil. Estudos apontam que as épocas que mais têm ocorrências da doença são entre dezembro e maio. Nestes meses de maior incidência de chuvas, há aumento de mosquitos que favorece a circulação do vírus. Apenas entre dezembro e agosto de 2017 , segundo o Ministério da Saúde, foram registrados 777 casos e 261 mortes recorrentes a febre amarela. Quais os sinais de febre amarela: O diagnóstico da doença pode ser realizado através da identificação de seus sintomas que podem ser confundidos até com uma gripe: Fase inicial • febre com calafrios • mal-estar • dor de cabeça • dores musculares fortes • cansaço • vôm

Posted in pediatria by Clinicafares | Tags: , , , ,
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE