Arquivos fonoaudiologista - Clinica Fares

Você escuta, mas não entende?

14 de maio de 2018

Processamento Auditivo Central  (PAC)

É a capacidade do sistema nervoso central em utilizar a informação auditiva, isto é, a interpretação e compreensão que o cérebro faz do som ouvido. No distúrbio de PAC, geralmente, os limiares audiométricos encontram-se dentro dos níveis da normalidade, portanto, é diferente de surdez.

Sintomas

  • Dificuldade para entender a fala em ambientes ruidosos;
  • Dificuldade em manter a atenção;
  • Dificuldade em localizar a fonte sonora;
  • Dificuldade em perceber a diferença entre palavras parecidas;
  • Quando “ouve”, mas têm dificuldade de entender e interpretar a mensagem;
  • Dificuldade em aprender músicas;
  • Dificuldade de aprendizagem na leitura e escrita;
  • Necessidade de ser chamado várias vezes (parece não escutar);
  • Dificuldade em entender expressões com duplo sentido ou piada;
  • Pede para repetir o que foi dito (“ah” ou ” o quê”)
  • Dispersão / distração;
  • Dificuldade em dar um recado ou contar um história;
  • Problemas de memória para nomes, datas e números;
  • Dificuldade de comunicação (trocas na fala ou escrita);
  • Agitação ou inquietação;
  • Dificuldade para realizar uma sequência de tarefas que lhe foi solicitada.

Causas

Posted in fonoaudiologia by Clinicafares | Tags: , , , ,
28 de março de 2018

Todo papai e mamãe espera ansioso  pelos primeiros passinhos e pelas primeiras gracinhas do bebê. É com 9/10 meses que o bebê começa a aprender essas novas habilidades. Nesta fase, o bebê já é capaz de engatinhar e, muitas vezes, de se levantar, ficar em pé com apoio, dar os primeiros passinhos segurando em algo, subir escadas engatinhando e consegue sentar e levantar sem ajuda. O bebê já sabe pôr e tirar objetos de dentro de uma caixa, gosta de dar e pegar as coisas, sabe empilhar, derrubar e  jogar bola. Os sons produzidos pela criança nessa faixa de desenvolvimento são aqueles baseados no idioma falado em casa. Ela já é capaz de apontar para aquilo que deseja e combina os gestos com som. Consegue emitir sons feitos por outras pessoas e imita gestos com “tchau”, “mandar beijo”, “piscar o olho” e entende o não, apesar de, muitas vezes, não obedecer. Lembre-se, essas informações são parâmetros de normalidade padronizado por estudos, mas um desvio muito grande desse padrão necessita de uma avaliação. Caso seu filho seja prematuro, é esperado um atraso nesse padrão, levamos sempre em conta a idade corrigida! Gostou desse texto? Quer saber mais? Então continue nos

19 de março de 2018

Como a linguagem se desenvolve? O que podemos perceber desde o nascimento sobre a linguagem dos nossos pequenos? Ao nascer, eles já são capazes de se comunicar? Quando devo me preocupar se o comportamento linguístico está fora ou não do esperado para a idade? Estas e algumas outras dúvidas são normais ao nos depararmos com um bebê. O comportamento linguístico varia e não existe fórmula mágica para fazermos nossos pequeninos falarem. Porém, alguns estudos conseguem traçar os comportamentos padrões para cada faixa de desenvolvimento, mas veja só, são parâmetros, não necessariamente seu filho tem que estar exatamente igual, mas uma variação muito grande é preocupante. Nessa série de texto irie abordar o desenvolvimento dos pequenos em cada faixa de desenvolvimento e como podemos melhor estimulá-los. Vale lembrar que estar perto, presente e oferecer brinquedos, muitas vezes, não favorece o desenvolvimento. Temos que estar presente de corpo e alma para nossos filhos, interagir, ouvi-los, nos fazer presente e nos conectar com eles. Procure seu fonoaudiólogo de confiança para uma avaliação com sua criança!

16 de fevereiro de 2018

Tontura é o termo utilizado para definir sintomas do desequilíbrio, sendo que 85% dos casos de tontura estão relacionados a alterações no sistema vestibular. A tontura desencadeia uma série de consequências psicossociais, piorando a qualidade de vida de quem sofre com esse sintoma. A avaliação da causa é fundamental para que se possam definir as formas de tratamento. Seu médico poderá solicitar exames para avaliar a audição e o equilíbrio. Um desses exames é o exame otoneurológico.

Exame Otoneurológico

Este exame, avalia a função auditiva e vestibular por vectonistagmografia computadorizada, sendo de fundamental importância para diagnosticar doenças do labirinto.

Principais indicações

É indicado para pessoas com queixas de:

  • Tontura
  • Vertigem
  • Náuseas
  • Desequilíbrio
  • Perda auditiva neurossensorial
  • Zumbido
  • Cefaleia
  • Cinetoses
  • Enxaqueca
  • Quando há suspeita de problemas no labirinto

Realização

Inicialmente, realiza-se a avaliação audiológica (audiometria tonal, vocal e impedanciometria) e posteriormente a avaliação do sistema vestibu

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE