Arquivos gastrologia - Clinica Fares

Principal causa da doença do refluxo gastroesofágico

23 de abril de 2018

A doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) é uma das doenças mais prevalentes no mundo. No brasil, cerca de 12% da população, quase, 20 milhões de indivíduos, sofrem dessa patologia com grande impacto na qualidade de vida. A principal causa dessa patologia se deve a fraqueza do músculo esfíncter esofágico inferior, que dessa forma, não impede o refluxo do conteúdo gástrico (ácido) para o esôfago. Este refluxo ácido queima o esôfago, podendo causar úlceras, sangramentos, estreitamentos e até degeneração em câncer. A hérnia de hiato (patologia caracterizada pela ascensão do estômago para dentro do tórax) pode estar presente na DRGE, sendo umas das principais causas da fraqueza do músculo esfíncter esofágico inferior. Os principais sintomas são: azia, regurgitação, queimação no peito e gosto ruim da boca. Podem aparecer também sintomas respiratórios, como tosse e alterações na voz. O diagnóstico é feito na, maioria das vezes, com o histórico clínico seguido de endoscopia digestiva alta, onde se observa as alterações esofágicas causadas pelo refluxo ácido. A hérnia de hiato, quando presente, também pode ser visualizada com esse exame. O tratamento é baseado em medidas de alteraç

24 de novembro de 2017

Inchaço e dores abdominais, diarreia e gases são alguns dos sintomas da intolerância à lactose, que é a incapacidade do organismo de digerir açúcar presente no leite de mamíferos, a lactose. Segundo a Federação Brasileira de Gastroenterologia, mais de 40% da população brasileira tem algum tipo de intolerância aos produtos lácteos. Veja algumas características desta intolerância:

Tipos de intolerância a lactose

• Intolerância à lactose primária se desenvolve à medida que a pessoa envelhece. É comum em pessoas de idade mais avançada. • Intolerância à lactose secundária, consequência de alguma doença ou lesão na mucosa do intestino, gerando a incapacidade temporária de ingerir lactose. • Intolerância à lactose congênita, quando o bebê já nasce com deficiência à lactose.

Sintomas

Os sintomas se acumulam no sistema digestivo e melhoram com a parada de consumo de produtos lácteos. Surgem minutos ou horas depois da ingestão de leito ou seus derivados. Um dos sintomas mais frequentes é a diarreia. Isto ocorre porque como o organismo não produz ou produz pouca quantidade da enzima digestiva, a lactase, ocorre uma mistura de subprodutos que são fermentados por bactérias que fabricam, por exemplo, ácido lático e gases, provocando retenção de água e o surgimento de có

Posted in gastroenterologia by Clinicafares | Tags: , ,
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE