Arquivos ginecologia - Clinica Fares

A importância da prevenção na saúde da mulher

3 de setembro de 2018

Hoje em dia, a medicina tem como base a prevenção de doenças e recentemente estamos vendo na televisão a importância das vacinas na maioria das doenças que podem ser evitadas, como é o caso da febre amarela e do sarampo.

Gostaria de falar um pouco na prevenção do câncer do colo do útero. Esse tipo de câncer é causado, na maioria das vezes, pelo Papiloma Vírus Humano (HPV) que pode ser detectado pelos meios comumente usados pelo ginecologista.

Na prevenção desse vírus, o grande exame a ser realizado é o velho papanicolau que vai observar a presença de células alteradas no material colhido da vagina e do colo do útero.

O exame citológico pode ser o comumente utilizado ou a citologia em meio líquido que aumenta a sensibilidade e especificidade do exame, já que, o líquido é tratado para remover elementos, como muco e sangue, fazendo uma camada única de células nas lâminas.

30 de abril de 2018
Em dias de sol e feriado, diversas brasileiras costumam visitar praias e frequentar piscinas, porém não se atentam aos cuidados com a higiene íntima.
Isto porque o calor e o aumento da umidade são facilitadores para a proliferação de agentes microscópicos, como bactérias e fungos, que causam odores e corrimentos.
Agora, você vai conhecer cinco cuidados, essenciais para manter a saúde íntima:
1-   Biquíni molhado – Uma atitude perigosa que pode causar problemas de saúde é ficar com o mesmo biquíni molhado por muito tempo. O ideal é lavar com água corrente e sabão neutro para eliminar os vestígios químicos da água da piscina ou sal do mar, já que é uma peça que está em contato direto com a região da vagina.
 2-   Tempo – o certo é não utilizar o biquíni/ maiô molhado por longos períodos. E nunca reutilizar sem antes lavar e secar bem.
 3-   Areia – Remova toda a areia da praia que ficou presa na roupa de banho/biquíni, porque ela pode irritar a vulva (um dos órgãos genitais externos do aparelho genital feminino), lave e seque bem.
 4-   Banho – Depois do dia de “praia” qua

Posted in ginecologia by Clinicafares | Tags: , , , , ,
13 de abril de 2018

O hiperandrogenismo é caracterizado por sinais e sintomas que resultam de um nível elevado de androgénos (hormônios masculinos) no sangue. Seus sintomas mais comuns são: aumento excessivo de pelos faciais e corpóreos (hirsutismo), acne ou queda capilar do tipo masculina (alopecia androgênica), podendo causar também disfunção ovulatória com infertilidade durante a vida reprodutiva. Entre as causas principais estão a síndrome dos ovários policísticos, hiperplasia adrenal congênita ou algum tumor adrenal, câncer de ovário, adenoma de hipófise, além de medicamentos esteroides. Por isso, verifique sempre os níveis de hormônios androgênicos presentes em seu corpo, pois em alguns casos de hiperandrogenismo não há alterações no exame físico. Procure por seu ginecologista e tire suas dúvidas! Dra. Ludmila Bercaire Ginecologia, Obstetrícia Reprodução Humana e Membro do Corpo Clínico da Clínica Fares CRM 145773  

12 de março de 2018

O casal que está tentando ter filhos, mas não está conseguindo, deve procurar um médico para detectar o problema e buscar a solução. Porque infertilidade é um diagnóstico dado ao casal, ou seja, o médico nunca irá dizer que é o homem ou a mulher que é infértil. Quando o casal vai tratar a infertilidade, deve estar disposto a realizar os exames e o tratamento, não somente a esposa.

Mas quando podemos dizer que o problema é infertilidade?

O casal deve ter relações sexuais de forma regular, ou seja, com frequência de pelo menos 1 a 2 vezes por semana, sem nenhum método anticoncepcional, por um ano. Quando se diz “nenhum método anticoncepcional”, não é apenas uso de pílula anticoncepcional. O casal também não pode estar usando preservativo, não pode estar realizando o coito interrompido, não estar usando qualquer atividade que possa dificultar a gravidez acontecer. Se não houver gravidez neste período, deve ser feito uma Pesquisa Básica, assim saberá qual tratamento realizar, para conseguir alcançar a gravidez. E o médico indicado para dar início a essa pesquisa, geralmente, é o ginecologista, mas infelizmente nem todos ginecolog

7 de março de 2018

A endometriose é uma doença caracterizada pela presença do endométrio (camada interna do útero) em outras partes do organismo, além do útero, podendo causar sintomas, como infertilidade e dor pélvica. Este tecido do endométrio, mesmo fora útero, continua sendo estimulado mensalmente pela ação dos hormônios do ciclo menstrual, provocando uma reação inflamatória e causando dor quando a mulher menstrua. A infertilidade, quando associada a endometriose, acontece por diversas razões: acometimento da anatomia e função da motilidade das trompas, além de alterações hormonais e imunológicas que dificultam a implantação embrionária e a gestação. A presença de endometriomas nos ovários também pode dificultar a ovulação. Mesmo com todas essas alterações, a doença não inviabiliza a gestação, porém diminui suas chances. Muitas vezes é necessário um tratamento de reprodução assistida para obter a gravidez. A endometriose costuma melhorar durante a gravidez, mas a mulher precisa de um tratamento hormonal pós-gestacional para controle da doença. Procure seu ginecologista e se informe melhor!

Posted in ginecologia by Clinicafares | Tags: , ,
4 de janeiro de 2018

O que é o Estudo Urodinâmico?

É um exame que possibilita identificar problemas relacionados à micção, como: retenção urinária (dificuldade de urinar), incontinência urinária (perda de urina), urgência miccional (ao sentir vontade de urinar e não aguentar chegar até o banheiro), além de ser um exame pré-operatório para correções de distopia genitais (queda do útero, a famosa “bexiga arriada”ou “bexiga baixa”), pois pode identificar incontinência urinária oculta, que é a perda de urina que iria aparecer após a cirurgia e poderia ser identificado com a urodinâmica, para ser corrigido o problema no mesmo ato cirúrgico.

Qual médico realiza o exame?

Normalmente, Urologistas e Uroginecologistas.

Como é realizado?

É necessário introdução de duas pequenas sondas na uretra (canal por onde sai a urina). Por uma das sondas é introduzido soro fisiológico para encher a bexiga, enquanto a segunda sonda analisa no computador o comportamento da bexiga durante o enchimento e esvaziamento. Além disso, é realizado a introduçã

Posted in ginecologia, urologia by Clinicafares | Tags: , ,
4 de dezembro de 2017

A candidíase é causada por um fungo chamado Cândida, provocando infecções vaginais que são bem comuns na gravidez. Os sintomas mais recorrentes são uma secreção vaginal densa, branca e grumosa; coceira, ardor ou vermelhidão na região da vagina e do ânus; dor nas relações sexuais e ardência ao urinar. Não use nenhum medicamento no local sem antes ter falado com o ginecologista/obstetra. Se a candidíase for identificada durante a gravidez, seu médico receitará algum tratamento adequado para seu estágio de gravidez, o que amenizará a coceira e a irritação na área. A infecção por cândida na mãe não prejudica o bebê, mas precisa ser tratada para evitar complicações. A infecção por cândida em recém-nascidos provoca feridinhas brancas na cavidade oral do bebê (o chamado sapinho), e o problema pode, por sua vez, ser transmitido para os seios da mãe. Para prevenir, costumo indicar o uso de calcinhas de algodão ao invés das de tecido sintético, evitando-se roupas íntimas apertadas, leggins e jeans skinny com frequência. Não faça prática de duchas vaginais e desodorantes íntimos. E claro, para qualquer circunstância, converse sempre com seu médico!

30 de outubro de 2017

Incontinência urinária é toda perda de urina, que pode acontecer em qualquer idade ou sexo; isso mesmo, qualquer idade, pois existem várias causas para essa patologia. No Brasil, a estimativa é de que 10 milhões de pessoas apresentam essa condição, porém, infelizmente, muitos pacientes tem vergonha de falar desse assunto para amigos, familiares e até para os médicos, consequentemente, convivem com o problema em silêncio e em casos graves, até isolamento social e domiciliar, pois a incontinência urinária traz prejuízo na qualidade de vida em vários aspectos. Quais são os principais tipos de incontinência?

Há um conceito popular de que quem tem incontinência,

4 de outubro de 2017

A visita ao especialista é fundamental para todas as mulheres; na prevenção de doenças, controle de natalidade e tratamento das “surpresas” que a população feminina com vida sexual ativa ou não pode ser submetida. A periodicidade das consultas, bem como dos exames, devem ser individualizadas de acordo com cada caso e respectiva idade:

Pré-Adolescentes ou adolescentes

A puberdade nas meninas pode iniciar entre os oito e os 14 anos; é uma fase de intensas mudanças físicas e psicológicas. As consultas nessa idade servem para aconselhamento quanto às mudanças que ocorrerão no corpo, orientações em relação à higiene íntima, tratamento/controle de alguns sinais e sintomas que se iniciam com as alterações hormonais intensas, como acne, cólica, irregularidade menstrual, irritabilidade, transpiração excessiva e odor corporal. São recomendadas consultas anuais com ênfase em acompanhamento do desenvolvimento.

Adultas

A idade adulta começa com 18 e termina aos 60 anos. Pode ser subdividida entre adultas jovens (18-21 anos), adultas (21-45 anos) e meia idade (45-60 anos). É a fase da vida que boa parte das mulheres tem relação sexual e os cuidados mudam. Corrimentos, contracepção, alterações menstruais, doenças sexualmente transmissíveis, gravidez e início dos sintomas da menopausa são as princip

Posted in ginecologia by Clinicafares | Tags: , , ,
15 de setembro de 2017

O termo médico para a conhecida “bexiga caída, bexiga baixa, bola na vagina, útero arriado ou útero baixo” é distopia ou prolapso genital, que é a queda pelo canal vaginal de qualquer órgão pélvico, como bexiga, uretra, útero, intestino e/ou reto. Mas por que isso acontece? Isto ocorre após um enfraquecimento dos músculos e ligamentos que formam o assoalho (ou pavimento) pélvico. Esse assoalho é responsável por sustentar os órgãos dentro da pelve, porém, quando há uma fragilidade, os órgãos se insinuam (“caem”) pelo canal vaginal, aparecendo às famosas “bola na vagina”. Essa fragilidade pode acontecer dependendo da idade da paciente, do número de partos vaginais, tamanho e peso do recém-nascido, número de gravidez, história de obesidade, menopausa, cirurgias vaginais prévias e desordens do colágeno (que tem forte ligação com a genética da paciente) Atenção! É muito importante não confundir com a incontinência urinária (perda de urina), pois são duas doenças distintas, com tratamentos diferentes e que podem ou não estar associadas. Existem distopias sem perda de urina e perdas de urina sem distopias!

Qual é o tratamento

Posted in ginecologia by Clinicafares | Tags: , ,

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE