Arquivos intolerância - Clinica Fares

A200: estudo detecta intolerância a mais de 200 tipos de alimentos

10 de maio de 2018

Temos o hábito de pensar que apenas o leite e o ovo causam intolerância alimentar. Porém, há muitos outros alimentos que podem ser causadores desses problemas. O Estudo de Intolerância Alimentar (A200) serve para ter uma diretriz dos alimentos que fazem mal para o organismo, pois o procedimento estuda a intolerância a uma lista com mais de 200 alimentos que podem ser os causadores dos problemas de saúde do indivíduo. Acontece que têm pessoas que apresentam quadros de inflamações crônicas de sensibilidade a alguns alimentos, por isso, o Estudo pode ser importante, para saber qual alimento proporciona esse problema e o ajudar no diagnóstico.

Como o exame é feito?

O Estudo é realizado através de uma análise computadorizada do sangue em um exame importado da Espanha e fica pronto, em uma média, de 20 dias.

Para quem o Estudo é indicado?

O Estudo é indicado, principalmente, para pacientes que apresentem: Problemas dermatológicos (ex. acne), gastrointestinais (ex. inchaço abdominal, diarreia), neurológicos (ex. dor de cabeça, tontura), psicológicos (ex. fadiga, ansiedade), além de pacientes com dificuldade para perder peso e alterações metabólicas.

Mas o que é intolerância alimentar?

A intolerância alimentar

Posted in nutrição by Clinicafares | Tags: , , , , , ,
15 de dezembro de 2016

Como diferenciar intolerância à lactose de alergia à proteína do leite de vaca?

A intolerância à lactose e a alergia à proteína do leite de vaca (APLV) são doenças diferentes, apesar de muito confundidas no dia a dia.

shutterstock_207795133As pessoas com intolerância à lactose não produzem quantidades suficientes de uma enzima (chamada lactase) capaz de digerir a lactose, que é o açúcar do leite.

Já a APLV (alergia à proteína do leite de vaca) é uma reação do sistema imunológico, que age de forma exagerada quando entra em contato com proteínas do leite (ex: caseína, alfalactoalbumina, betalactoglobina). Portanto, a expressão “alergia à lactose” não é adequada, pois alergia é uma reação às proteínas e a lactose não é proteína, é um tipo de açúcar.

A intolerância à lactose não é tão comum em bebês, acomete mais crianças maiores, adolescente e adultos, inclusive de forma temporária após episódios de diarréia prolongada.

Os sintomas são apenas intestinais, como diarréia, vômitos, distensão abdominal (barriga estufada) e ocorrem cerca de meia hora a duas horas após a inge

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE