Arquivos Nutrição - Clinica Fares

2º Mandamento da boa alimentação infantil: não recorrer a distrações

18 de janeiro de 2018

Dando continuidade aos 10 mandamentos, vamos seguir com a segunda dica para a alimentação infantil ser saudável e sem stress.

2º Não recorrer a distrações

A ansiedade pelo “prato vazio a qualquer custo” leva os pais a apelaram para várias distrações, jogos, celulares, vídeos, telas que ajudam a distrair a criança enquanto sua refeição é “empurrada” muitas vezes em quantidade e qualidade diferentes de suas necessidades. Este é o início do Mindless Eating ou seja, comer sem atenção, fortemente associado à obesidade. Quem não presta atenção ao que come, come mais, não sente sabor e odor; e prejudica a sensação de saciedade. Hoje, o Mindless Eating vem sendo combatido pela tendência “Mindfull” que prega atenção plena às nossas atitudes, incluindo ao comer, ou seja, “Mindfull eating”. É na infância que esse problema deve ser prevenido com uma atitude: desligar as telas durante as refeições.

O que fazer?

Deixe que o bebê interaja com o próprio alimento enquanto come. Podem ser usados pedaços de alimentos inteiros ou amassados para que o bebê sinta textura, odor e sabor ou use uma colher para que ele mexa na comida livremente. A bagunça com a comida é inevitá

11 de janeiro de 2018

Algumas das queixas mais frequentes nos consultórios são do tipo: “meu filho não come”, “só gosta de guloseimas”, “meu filho está muito magro”, “meu filho está acima do peso, mas nem come tanto assim”. Enfim, os hábitos alimentares são tão importantes que merecem papel de destaque e dicas para família fazer da refeição um momento de prazer e de saúde:

1º mandamento

O objetivo não é o prato vazio, mas a relação com a comida!

Quando o objetivo é ver o prato vazio, ou seja, fazer a criança aceitar tudo o que está sendo oferecido, “vale tudo” para que a criança coma: distração, trocas, barganhas, ameaças etc. Mas esse caminho não respeita os sinais da criança e impede que ela desenvolva suas próprias impressões sobre o alimento. Quando a criança tem sua fome e sua saciedade respeitadas, quando tem a oportunidade de aprender a comer sozinha e de experimentar novos alimentos, quando a criança não é forçada a comer e aprende a comer quando está com fome e não comer quando está satisfeita é possível estabelecer uma relação mais prazerosa e consciente. Aceite que o prato nem sempre estará vazio, e isso é respeito, não tem nada a ver com desempenho materno ou falta de cuidado. Outro erro é confundir a curiosidade do bebê com vontade

20 de dezembro de 2017

Natal, é uma época do ano em que as pessoas se reúnem sempre em volta da mesa para comemorar, rever familiares e comer pratos saborosos. Porém, é preciso ter alguns cuidados para não exagerar e não começar o ano novo com alguns quilos a mais. Segue abaixo algumas orientações: Não saia de casa de estômago vazio! Tome um iogurte ou coma frutas antes de ir à festa, para não chegar com muita fome e conseguir escolher melhor seus pratos:

  • Evite petiscos, como castanhas, amendoim, salgadinhos, azeitonas e queijos, pois são bem calóricos;
  • Escolha os pratos que mais gosta e coma moderadamente. Dê preferência às aves, carnes de peru e chester, pois são mais magras. Lembre-se de retirar a pele;
  • Controle a quantidade dos acompanhamentos, como arroz, risoto, farofa, cuscuz paulista e tortas salgadas. Como todos são carboidratos, o ideal é servir-se de uma pequena porção;
  • Abuse das saladas de folhas, como rúcula, alface, agrião e escarola. Acrescente tomate cereja, cebola, palmito e pepino. Se gostar, acrescente também frutas às saladas – a manga e o abacaxi combinam bem;
  • Evite a tradicional salada de maionese e o salpicão de frango. Se não resistir, coma pouco;
  • Não exagere nas bebidas alcoólicas. As bebidas destiladas – whisky, vodka, pinga, caipirinha e saquê – são mais calóricas;
  • Alterne a be

Posted in nutrição by Clinicafares | Tags: , , ,
14 de dezembro de 2017

São produtos destinados a suprir carências nutricionais do organismo,com características idênticas aos alimentos. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) caracteriza suplementos vitamínicos ou minerais como alimentos que ajudam para complementar a dieta diária de uma pessoa saudável. Precisam conter no mínimo 25% e no máximo 100% da Ingestão Diária Recomendada (IDR). Os principais sinais da falta de vitaminas e minerais são, sonolência, baixa produtividade, queda de cabelo e unhas fracas, alterações no ciclo menstrual, manchas roxas na pele, dentre outros. Suplementos alimentares muitas vezes são confundidos com anabolizantes. Mas, enquanto os primeiros são indicados para pessoas saudáveis, com alguma carência de nutrientes, os esteroides são medicamentos que devem ser usados apenas com receita, em casos muito específicos. Como esses hormônios interferem na formação muscular, os anabolizantes são empregados indevidamente por quem quer ganhar massa. Já os suplementos alimentares podem ser consumidos para prevenir e tratar doenças (no fígado e nos rins, por exemplo) e suprir a falta de apetite, restrições na dieta ou alimentação inadequada decorrente de estresse, correria ou maus hábitos. Os suplementos tomados sem orientação médica ou de um nutricionista podem p

Posted in cardiologia, nutrição by Clinicafares | Tags: , , ,
6 de dezembro de 2017

Você já realizou um tratamento dermatológico estético e não obteve o resultado esperado, mesmo sendo aquele tratamento do momento que todos estão fazendo e publicando nas redes sociais resultados incríveis? Se passou por isso sabe a imensa sensação de frustração que isso causa. Muitas vezes culpamos até o profissional a quem nos submetemos. Na verdade o que acontece é o seguinte, todo tratamento estético só vai ter um resultado fabuloso se você tiver hábitos de vida saudáveis. Então, se já visitou seu dermatologista e iniciou um tratamento estético, siga estas três dicas. Tenha uma alimentação saudável e equilibrada, beba bastante água e faça algum tipo de atividade física, pois, nós somos o que comemos e o que conseguimos metabolizar. Por isso, ao começar o seu tratamento, passe também no nutricionista, esse profissional irá te pedir alguns exames para verificar como estão seus níveis de vitaminas e minerais. Pessoas com deficiência ou excesso de vitaminas, minerais e metais pesados, vão sofrer influência negativa no tratamento e não vão chegar naquele resultado final tão desejado. Um exemplo simples disso é a questão da síntese do colágeno (proteína que confere firmeza a pele). Para que essa s

Posted in dermatologia, nutrição by Clinicafares | Tags: , , ,
29 de novembro de 2017

É um fruto de casca dura e de cor que vai do amarelo até o vermelho escuro. Das suas sementes se extrai o cacau em pó e a manteiga de cacau. O chocolate é produzido através do cacau, portanto, o mais saudável deve ter no mínimo 60% de cacau em sua composição, com pouquíssimo açúcar e não conter leite. É um alimento altamente nutritivo e proporciona vários benefícios para a saúde. Tem efeito antioxidante, rico em Flavonóides e Polifenóis, o que gera benefícios, como: – Prevenção de doenças do coração; – Diminuição do colesterol ruim, o LDL; – Melhora o funcionamento intestinal; – Anti-depressivo, melhorando o humor; – Antinflamatório; – Controla a pressão arterial; – Controla a ansiedade, diminuindo a saciedade e a vontade de comer doces; – Aumenta a atividade cerebral, ativando a memória. Além disso, é rico em minerais, tais como: magnésio, ferro, cromo, zinco, manganês e cobre. Mas atenção, na ingestão do fruto por dia, o ideal é de até 1 colher de sopa ou 30g de chocolate amargo, com no mínimo 60% de  cacau em sua composição. Qualquer dúvida procure um nutricionista, profissional que melhor poderá lhe ajudar! Vivian

8 de setembro de 2017

Aposto que você já se deliciou comendo uma tapioca. Seja ela doce ou salgada, a tapioca é sempre nutritiva e benéfica para a saúde, pois é livre de glúten e tem menos calorias. Uma maneira de deixar a sua tapioca saborosa e ainda saudável é com o uso dos recheios light. Vamos conhecer alguns ricos em nutrientes:

Recheios salgados e light

Tomate -1 tomate / 1 fatia de mussarela de búfala e chia Queijo branco -100g queijo branco / 30g de coco ralado Atum -100g atum ralado / 5 tomates cereja / manjericão Frango -100g frango desfiado / ½ cenoura ralada Queijo branco 1 -100g queijo branco / 2 folhas de alface / 5 tomates cereja Queijo branco 2 100g queijo branco / 2 fatias de peito de peru / orégano

Recheios doces e light

Banana light 1 -1 banana nanica pequena / 1 colher de sobremesa de cacau Banana light 2 -1 banana pequena / canela Morango light -4 morangos / 1 fio de melado Geleia de morango -Geleia de morango light Frutas light -Geleia de fruta light   A crepioca é com

Posted in nutrição by Clinicafares | Tags:
4 de agosto de 2017

Os alimentos responsáveis pelo aumento da imunidade são todos aqueles ricos em nutrientes e que ajudam na formação das células de defesa do nosso organismo. Neste aspecto, podemos destacar as frutas, verduras e legumes. Eles além de melhorar as defesas do nosso organismo, também ajudam a combater vírus e infecções. Pessoas que precisam aumentar a imunidade necessitam de uma alimentação balanceada, e da inclusão de no mínimo três frutas ao dia. Além disso, é super importante adicionar às refeições os peixes, sementes, verduras e legumes, tanto no almoço, quanto no jantar. Entre os intervalos, dê preferência aos sucos e vitaminas naturais. Confira alguns alimentos que aumentam a imunidade: Iogurte natural desnatado: por possuir probióticos, importantes para a produção das células do sistema imunológico, garante a integridade e bom funcionamento do intestino. Morango: é rico em vitamina C, magnésio e potássio. Possui, também, propriedades antioxidantes que aumentam a produção das células de defesa no organismo e reduzem as chances de infecções. Kiwi: também é rico em vitamina C, magnésio e potássio. Tempropriedades antioxidantes e fibras que auxiliam para o bom funcionamento do intestino. O Kiwi, além de contribuir com a nossa imunidade, t

Posted in dicas, nutrição by Clinicafares | Tags:
25 de julho de 2017

O ferro desempenha um papel muito importante: é o responsável pelo transporte do oxigênio para as células e também contribui para a formação normal dos glóbulos vermelhos e da hemoglobina, que ajudam a levar o oxigênio necessário às células do  bebê. Uma deficiência em ferro provoca cansaço, anemia, diminuição da atividade intelectual e maior suscetibilidade a infeções. Mulheres que ingerem quantidades adequadas de ferro ao longo da gravidez têm um risco menor de dar à luz a bebês com baixo peso ou prematuros, além de apresentarem taxas menores de mortalidade por hemorragia pós parto. Muitas mulheres começam a gestação já com níveis baixos de ferro no organismo e acabam não conseguindo elevar essa quantidade para suprir as necessidades do corpo somente com a comida. Diante disso, a partir dos três meses de gravidez, é recomendando a suplementação de entre 30 mg a 60 mg de ferro por dia. A menos que se tenha ou venha a ter anemia, essa quantia é geralmente suficiente. O problema dos suplementos de ferro é que eles podem irritar seu trato intestinal, provocando prisão de ventre, um sintoma comum em gestantes. Outros efeitos colaterais são náuseas e, em alguns casos, mas raramente, a  diarreia. Se você sentir esses incômodos, converse com seu médico ginecologista para dis

11 de outubro de 2016

02171496900A necessidade de proteínas na gravidez é de cerca de 60g por dia, cálcio é de 1200mg e ferro de 15 a 30 mg. Carnes magras, aves, peixes, nozes, ovos, lentilha, feijões e queijo são boas fontes de proteína. é necessário evitar queijos não pasteurizados e carnes cruas ou malpassadas (podem conter bactérias ou passar toxoplasmose). O cálcio pode ser obtido em vegetais de folhas verdes, suco de laranja, leite, iogurte e queijo. O ferro é encontrado em peixes, aves, cereais ou grãos integrais, vegetais de folhas verdes, legumes, frutas secas, ovos, fígados e carne vermelha. Vitaminas e Suplementos Minerais: Algumas mulheres necessitam tomar suplementos vitamínicos para garantir o desenvolvimento adequado do feto. Pergunte ao seu médico sobre vitaminas e suplementos minerais.

Posted in clínica geral, ginecologia by Clinicafares | Tags: , ,
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE