Arquivos rinite - Clinica Fares

Cuidados para evitar rinite alérgica

27 de junho de 2018

Coriza nasal, olhos que lacrimejam, obstrução nasal e espirros constantes podem ser sinais da rinite alérgica. A rinite alérgica, normalmente, é causada por uma reação imunológica do corpo quando encontra partículas do ar consideradas estranhas (alérgenos), como pólen de flores, ácaro de poeira e pelos de animais. Para ajudar na prevenção da rinite alérgica, listamos alguns cuidados importantes:

  • Evitar os alérgenos e irritantes ambientais;
  • Trocar frequentemente a roupa de cama;
  • Expor a roupa da cama à luz solar;
  • Evitar mofo e umidade, principalmente no quarto de dormir;
  • Manter o ambiente ventilado e arejado;
  • Controlar a umidade e realizar manutenção frequente no sistema de ar condicionado;
  • Evitar spray com “cheiros” ou sachês no quarto de dormir;
  • Evitar o uso de vassouras, espanadores e aspiradores de pó sem filtro HEPA;
  • Evitar travesseiros de penas;
  • Lavar os cobertores de 15/15 dias e expor ao sol uma vez por semana;
  • Utilizar panos úmidos para limpar piso e móveis;
  • Remover carpetes, tapetes e cortinas;
  • Evitar animais de pelos e penas;
  • Evitar desinfetantes e produtos de limpeza com odor forte;
  • Evitar o contato com poluentes (fumaça, escapamentos e fuligem);
  • Usar acaricidas;

Posted in otorrinolaringologia by Clinicafares | Tags: , , , ,
20 de março de 2018

O outono chegou e algumas doenças podem surgir com maior frequência; uma delas é a rinite. A rinite é uma inflamação das mucosas do nariz e seus principais sintomas são: obstrução nasal (entupimento), coriza (nariz escorrendo), dor de cabeça, espirros e coceira no nariz – que podem afetar também a garganta e olhos. A inflamação tem dois tipos mais comuns, que são elas as rinites alergias e as não alérgicas. As alérgicas estão relacionadas ao acaro de poeira, pólen de flores, pelos de animais, perfumes, produtos de limpeza, fungos, bactérias e até alguns alimentos. Boa parte dos casos de rinite alérgica estão ligados ao acaro e, muitas vezes, são encontrados no colchão em que dormimos e nos móveis estofados de nossas casas. Já as rinites não alérgicas, estão ligadas, por exemplo, à mudança brusca do tempo, fumaça de cigarro, problemas hormonais e poluição do dia a dia, seja do meio ambiente ou do local de trabalho.

Tratamento

O tratamento para rinite depende de sua origem. Mas pode ser realizado de forma sistêmica, com ingestão de medicamentos; tópicos, medicações nasais; higiene ambiental e imunoterapia (vacinas ale

Posted in otorrinolaringologia by Clinicafares | Tags: , , ,
22 de setembro de 2017

A sinusite e a rinite, geralmente coexistem e estão presentes ao mesmo tempo nos pacientes. Tanto que, hoje em dia usamos a palavra Rinossinusite para designar esses problemas. A rinite é uma inflamação da mucosa nasal que pode ser causada por alergia ou não, tem como principais sintomas a coriza, nariz entupido, coceira e espirros; pode surgir também a dor de cabeça, principalmente, na região frontal. Já a sinusite é uma infecção da mucosa nasal que pode ser causada por vírus ou bactérias. Como é uma infecção, a sinusite gera sintomas mais graves como febre, dores de cabeça de forte intensidade, catarro amarelado ou esverdeado, nariz entupido, mau hálito, tosse e dor de garganta. Há alguns sintomas que aparecem na rinite e na sinusite, isso acontece porque quem tem sinusite quase sempre tem rinite, dificilmente estas duas doenças não estão ligadas e uma pode ser consequência da outra. Sempre que você sentir esses sintomas deve-se procurar um otorrino porque apenas esse especialista está apto a diagnosticar qual o real problema. O diagnóstico é sempre clínico, ou seja, através da consulta com o otorrinolaringologista e exame médico. Em alguns casos há necessidade de exames laboratoriais, de imagem ou endoscópicos para confirmar. Não compre medicamento

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE