Arquivos utéro - Clinica Fares

A importância da prevenção na saúde da mulher

3 de setembro de 2018

Hoje em dia, a medicina tem como base a prevenção de doenças e recentemente estamos vendo na televisão a importância das vacinas na maioria das doenças que podem ser evitadas, como é o caso da febre amarela e do sarampo.

Gostaria de falar um pouco na prevenção do câncer do colo do útero. Esse tipo de câncer é causado, na maioria das vezes, pelo Papiloma Vírus Humano (HPV) que pode ser detectado pelos meios comumente usados pelo ginecologista.

Na prevenção desse vírus, o grande exame a ser realizado é o velho papanicolau que vai observar a presença de células alteradas no material colhido da vagina e do colo do útero.

O exame citológico pode ser o comumente utilizado ou a citologia em meio líquido que aumenta a sensibilidade e especificidade do exame, já que, o líquido é tratado para remover elementos, como muco e sangue, fazendo uma camada única de células nas lâminas.

20 de janeiro de 2016

Por Redação Pais e mães costumam se assustar quando percebem que seus filhos e filhas já estão bem crescidinhos e aparecem os primeiros sinais de puberdade, uma fase onde o corpo das crianças começa a mudar e vai ficando cada vez mais parecido com um corpo de um adulto. Geralmente, a puberdade tem início em meninas entre 8 e 13 anos de idade, e em meninos com idade entre 9 e 14 anos. O problema é que os sinais da puberdade precoce acontecem bem antes desse período e podem acarretar alguns problemas. Pais e mães, atenção: nas meninas, o principal sinal da puberdade precoce é a telarca, ou seja, o aparecimento do broto mamário, geralmente percebido como adolescenciaprecoce um pequeno “caroço” atrás do mamilo, que pode ser doloroso ou não. Nos meninos, o que deve chamar a atenção são o aparecimento de pelos , além do desenvolvimento genital. Nas meninas, essa precocidade pode ainda resultar na primeira menstruação de forma muito precoce, o que acaba se tornando um problemão no desenvolvimento físico  e psicológico. Essa menstruação precoce pode

2 17 de dezembro de 2015

Síndrome dos Ovários policísticos pode impedir gravidez   Da Redação   Hoje venho tocar um assunto bem delicado para as mulheres: a síndrome dos ovários policísticos e a irregularidade menstrual. Delicado porque pode dificultar o sonho de você ser mãe. Os sinais da síndrome são bem evidentes: aumento de pelos em lugares incomuns no corpo, irregularidade menstrual já mencionada e a ausência de ovulação são alguns dos sintomas dos Ovários Policísticos, que ataca cerca de uma em cada cinco mulheres.   A síndrome ocorre por conta do aumento do nível de testosterona, que é o hormônio masculino, e boa parte das mulheres que sofrem da doença (muitas sem saber!) tem atrasos ou ausência das menstruações. As mulheres que sofrem com os ovários policísticos ovulam de forma irregular, o que de complicar o futuro de uma gestação. Muitas mulheres descobrem que têm a doença apenas quando tentam engravidar e aí, infelizmente, não conseguem.   A síndrome é um distúrbio que se inicia na puberdade e é progressivo, o que causa um desequilíbrio hormonal. Trocando em miúdos: o organismo da mulher passa a produzir os hormônios em maior quantidade, o que aumenta a possibilidade do aparecimento de cistos no ovário.   Embora ainda não exista cura para o problema, é possível amenizar os sintomas. O diagnóstico é real

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE