iStock-1324001303-1200x800.jpg

10 de novembro de 2021 0

Dia Nacional de Combate à Surdez

Esta data foi instituída como símbolo de luta pela educação, prevenção e conscientização para os problemas da surdez. Surdez é o nome dado à dificuldade auditiva completa ou parcial.

Estima-se que, no Brasil, cerca de 10 milhões de pessoas sofrem com algum problema ligado à surdez. A surdez pode ter diferentes graus, ser congênita ou adquirida e afetar qualquer faixa etária.

A surdez congênita pode ser detectada logo nos primeiros dias de vida, e, quando identificada, pode ser tratada efetivamente. Já a surdez adquirida, ocorre quando a pessoa passa por alguma situação durante a vida que acaba danificando seu sistema auditivo.

Os motivos da perda da audição podem ser diversos, como:

  • Exposição excessiva a ruídos
  • Infecções virais
  • Acidentes
  • Perda progressiva de origem genética ou decorrente do envelhecimento

Para identificar se uma pessoa está sofrendo de surdez, é necessário observar os seguintes sintomas:

  • Dificuldade em acompanhar conversas com mais de uma pessoa
  • Aumento do volume habitual do rádio ou TV
  • Solicitar constantemente que as pessoas repitam o que acabaram de dizer
  • Dificuldade em localizar sons

Alguns cuidados são muito importantes para manter o bem-estar de sua saúde auditiva:

  • Não se exponha a ambientes ruidosos por tempo prolongado
  • Evite o uso de fones de ouvido em volume elevado
  • Utilize equipamentos de proteção individual em locais de trabalho onde o ruído for acima do permitido
  • Use o cotonete apenas na região superficial
  • Certifique-se de que seu filho recém-nascido passará pela Triagem Auditiva Neonatal, o “teste da orelhinha”

Em casos de coceira, dor de ouvido ou zumbidos, procure um otorrinolaringologista!

 

A Clínica Fares conta com profissionais altamente preparados para atender você.

Medicina preventiva é o melhor cuidado para a sua saúde!

 

Clique aqui e agende agora mesmo sua consulta

Ou, se preferir, entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo telefone: (11) 3851-4000.