shutterstock_1916734760-2.jpg

5 de abril de 2021 0

Palpitações e falta de ar podem indicar uma doença do coração bastante comum na população, a hipertensão arterial; mais conhecida como a pressão alta.

O que é a hipertensão arterial?

Ela é caracterizada pela elevação sustentada dos níveis de pressão arterial acima de 14/9. Pode ser primária quando é geneticamente determinada ou secundária quando é decorrente de outros problemas de saúde, como tireoide ou doenças renais.

Sinais da Hipertensão Arterial

  • Falta de ar
  • Palpitações
  • Tontura
  • Dor de cabeça frequente
  • Alterações na visão

Contudo, a hipertensão é uma doença silenciosa, e é importante medir a pressão arterial regularmente.

Algumas causas da Hipertensão Arterial

  • Histórico familiar
  • Obesidade e sobrepeso
  • Estresse
  • Consumo exagerado de sal + hábitos alimentares ruins

Como se prevenir da Hipertensão Arterial?

  • Mantenha o peso adequado, se for preciso, faça uma reeducação alimentar
  • Não use muito sal nas refeições, use outras variedades de temperos
  • Faça atividade física regularmente
  • Tenha momentos de lazer
  • Pare de fumar
  • Se beber álcool, beba com moderação
  • Evite alimentos gordurosos e frituras
  • Controle a diabetes

Tratamento e cuidados com o diagnóstico

Em muitos casos, a pressão alta não tem cura, mas pode ser controlada. O tratamento é indicado pelo médico cardiologista, podendo ser medicamentoso e com imprescindível mudança de estilo de vida para uma mais saudável.

Sendo como, por exemplo, não fumando, tento hábitos saudáveis de alimentação e atividade física regular.

Complicações da Hipertensão Arterial

Senão tratada a pressão alta pode acarretar alguns problemas de saúde, como AVC, o derrame cerebral, infarto agudo do miocárdio e doença renal crônica.

26 de abril – Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial

No dia 26 de abril é celebrado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, onde tem por objetivo conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce e tratamento da doença.

Para agendar sua consulta com cardiologista, clique aqui.

Da redação