exame-de-mamagrafia-768x477.jpg

4 de maio de 2020 0

A detecção precoce é a forma mais eficiente de diagnosticar o câncer de mama.

Inclusive, quando é diagnosticado em fases iniciais, na maioria dos casos, há chances de tratamento e cura.

Um dos principais métodos para sua prevenção é a mamografia – exame de imagens das mamas por meio de raio-x.

O exame da mamografia é feito na região das mamas e permite encontrar nódulos, microcalcificações, assimetrias mamárias entre outras lesões ou alterações que não são palpáveis ou visíveis.

Recomendações

A recomendação é que o rastreamento seja realizado com periodicidade, obrigatoriamente, a partir dos 40 anos, sendo repetidos anualmente.

Porém, mulheres com alto risco de desenvolver a patologia ou tenha um ou mais parentes de primeiro grau com diagnóstico de câncer de mama, é preciso realizar o exame antes dos 40.

Apesar de ser raro, existe a possibilidade de câncer mamário masculino; portanto também é importante que façam o autoexame.

Contraindicação

A mamografia jamais deve ser feita em crianças. Em suspeita da doença, é essencial a ida ao pediatra que junto do mastologista irão providenciar o melhor tratamento.

Importância do autoexame de mama

Uma pesquisa do Instituto Nacional de Câncer (Inca) apontou que em 66,2% dos casos de câncer de mama, quem detecta seus primeiros sinais é a própria mulher.

Sendo assim, o autoexame é importante para identificar sinais de alerta da doença e procurar um médico mastologista que irá avaliar os sintomas, a história familiar e o risco de desenvolver câncer de mama.

O autoexame deve ser feito uma vez por mês quando a mulher ainda está menstruada, de preferência após o primeiro dia da menstruação.

Lembramos que, se você tem exames ou consultas que não podem ser deixados para depois, faça. Não deixe sua saúde de lado. E tome todos os cuidados necessários ao sair, combinado? Clique aqui para agendar.

Da redação