HSL_190135_BLOG_OUT_OUTUBRO_ROSA_FINAL-810x608-1.jpg

1 de outubro de 2021 0

Quando fazer o exame de mamografia?

A detecção precoce é a forma mais eficiente de diagnosticar o câncer de mama.
Inclusive, quando diagnosticado em fases iniciais, na maioria dos casos, há chances de tratamento e cura.
Um dos principais métodos para sua prevenção é a mamografia – exame de imagens das mamas por meio de raio-x.

O exame da mamografia é feito na região das mamas e permite encontrar nódulos, microcalcificações, assimetrias mamárias entre outras lesões ou alterações que não são palpáveis ou visíveis.

Como é feita a mamografia

O mamógrafo é um aparelho formado por duas placas que pressionam as mamas horizontal e verticalmente durante alguns segundos.
Durante o exame, a paciente deve ficar imóvel e segurando a respiração, a fim de obter uma imagem de maior qualidade.
Após o exame, o técnico pede para a paciente aguardar alguns minutos até que as imagens possam ser conferidas e se tenha certeza de que tudo ocorreu bem. Todo o procedimento não dura mais que 20 minutos.

O exame dói?

Ter as mamas pressionadas pelo aparelho pode causar um certo incômodo.
Contudo, esse desconforto se torna “mínimo” diante da vantagem de se prevenir de um câncer mamário!

E a sensibilidade nas mamas pode variar de acordo com cada pessoa.
Por isso, é aconselhado que as mulheres não façam o exame tão próximo do período menstrual, quando a sensibilidade mamária é maior.
Se durante o exame as dores forem muito intensas, o tecnólogo poderá ser informado e reduzir a intensidade da pressão.

Recomendações

A recomendação é que o rastreamento seja realizado com periodicidade, obrigatoriamente, a partir dos 40 anos, sendo repetido anualmente.
Porém, mulheres com alto risco de desenvolver a patologia ou que tenha um ou mais parentes de primeiro grau com diagnóstico de câncer de mama, é necessário realizar o exame antes dos 40 anos.

Apesar de ser raro, existe a possibilidade de câncer mamário masculino; portanto também é importante que façam o autoexame.

Preparo

Para o preparo da mamografia, pede-se para que as pacientes:

  • vistam apenas duas peças de roupa (calça ou bermuda e camiseta)
  • não usem nenhum cosmético (desodorante, creme, talco etc) nas mamas e axilas no dia do exame.

Além disso, recomenda-se marcá-lo entre o 5º e o 10º dia após a data de início da última menstruação.
Contraindicação

A mamografia jamais deve ser feita em crianças. Em suspeita da doença, é essencial a ida ao pediatra que junto do mastologista irão providenciar o melhor tratamento.

Resultados

Os resultados da mamografia indicam em que categoria BI-RADS a mulher se encontra, onde o 1 significa que o resultado está normal e o 5 e 6 provavelmente são indicativos de câncer de mama.
Apesar da observação do resultado de uma mamografia poder ser feita por qualquer pessoa, nem todos os parâmetros podem ser compreendidos por pessoas que não profissionais de saúde e por isso após pegar o resultado é importante leva-lo para o médico que o solicitou.

Importância do autoexame de mama

Uma pesquisa do Instituto Nacional de Câncer (Inca) apontou que em 66,2% dos casos de câncer de mama, quem detecta seus primeiros sinais é a própria mulher.

Sendo assim, o autoexame é importante para identificar sinais de alerta da doença e procurar um médico mastologista que irá avaliar os sintomas, a história familiar e o risco de desenvolver câncer de mama.
O autoexame deve ser feito uma vez por mês quando a mulher ainda está menstruada, de preferência após o primeiro dia da menstruação.
Lembramos que, se você tem exames ou consultas que não podem ser deixados para depois, faça.

Não deixe sua saúde de lado. E tome todos os cuidados necessários ao sair, combinado?

Clique aqui para agendar o seu exame.