shutterstock_720600880-1200x800.jpg

22 de julho de 2020 0

Quando o IMC (Índice de Massa Corpórea) de uma pessoa está acima de 30, isso significa que ela alcançou o primeiro nível de obesidade, isto é uma doença que atinge muitos brasileiros, sendo um problema de saúde pública no mundo.

Segundo uma pesquisa divulgada pela Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2018) a taxa de obesidade no país passou de 11,8% para 19,8%, entre 2006 e 2018.

O que é a obesidade?

É uma doença crônica que tem como principal característica o acúmulo de gordura corporal.

O que causa a obesidade?

Podem haver muitas causas, como maus-hábitos alimentares, patrimônio genético ou disfunções endócrinas.

Consequências

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, 2,6 milhões de pessoas falecem todos os anos devido a doenças causas pelo excesso de peso.

Acontece que a obesidade está ligada a diversos tipos de problemas de saúde, como pressão alta, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, varizes, problemas ortopédicos, diferentes diversos tipos de câncer, aumento do colesterol e triglicérides, apneia do sono, acúmulo de gordura no fígado e acidente vascular cerebral.

Sintomas da obesidade

  • Roupas que não cabem mais
  • Peso que aumentou grandemente na balança
  • Cansaço frequente
  • Dificuldade para se mexer
  • Distúrbio no ciclo menstrual
  • Apneia do sono

Além disso, pela obesidade ser definida por devido ao excesso de gordura corporal, a forma para medi-la é através do IMC (Índice de Massa Corpórea).

O IMC é calculado assim: divide o peso (em kg) pela altura ao quadrado (em metros).

O cálculo final de uma pessoa saudável está entre 18,5 e 24,9; e para ser considerado obeso, o cálculo final é 30. Contudo, entre 25 e 29,9 já é considerado em sobrepeso.

Tanto que, segundo a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica a projeção é que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso, problema que também já pode considerar causar doenças e fazer mal à saúde.

Como tratar a obesidade?

Para tratar a obesidade, o primeiro passo é criar novos hábitos, e levar um estilo de vida mais saudável. Com alimentação balanceada regrada por um nutricionista e acompanhamento de atividade física com apoio de um educador físico.

Em casos mais graves, pode ser recomendado a cirurgia bariátrica, mas tudo depende do tratamento indicado pelo especialista.

Todavia, a supervisão do médico é essencial em todos os casos.

Como se prevenir?

Através de alimentação balanceada, rica em nutrientes, como frutas, legumes e verduras, inclusão de atividade física durante a vida e adoção de práticas saudáveis desde a infância.

Lembramos que, se você tem exames ou consultas que não podem ser deixados para depois, faça. Não deixe sua saúde de lado. E tome todos os cuidados necessários ao sair, combinado? Clique aqui para agendar.

Nathalia Freitas

Nutricionista  e membro do corpo clínico da Clínica Fares

CRN 54008