Criança-gordinha.jpg

14 de outubro de 2019 0

Criança quando está acima do peso e come demais pode até parecer fofinha, mas comer muito não significa que ela esteja bem. Comer demais pode causar um problema grave: a obesidade infantil.

A obesidade infantil é uma doença crônica, multifatorial e que acontece, na maioria das vezes, por fatores comportamentais, genéticos e ambientais.

Mas como saber se a criança está acima do peso?

Para saber se ela está fora do peso, é feita, por um nutricionista uma avaliação, do peso da criança que é considerada diversos pontos, como peso em relação a estatura, estatura para idade e o peso em relação a idade, além da avaliação do IMC.

Em crianças menores de 10 anos, são utilizados indicadores diferentes, por isso para saber saber se ela está acima do peso é sempre necessário consultar um nutricionista.

Como fazer a criança chegar ao peso normal?

O primeiro passo é sempre levar a criança ao  nutricionista e o pediatra, especialistas que podem ajudar nesse processo. Além disso, cuidar da alimentação é essencial; fazer com que ela coma frutas, verduras e legumes e evitar açúcares e gorduras são prioridades também.

Ter uma vida ativa fisicamente, realizar atividade física, pelo menos uma vez na semana, ajuda a criança a chegar ao peso ideal. Inclusive, criança pode praticar alguma luta (judô, caratê, capoeira etc), natação, ballet, futebol, enfim, atividades que ela se divirta!

Prevenção é a saída

Prevenir a obesidade ainda na infância é a melhor maneira de controlar essa doença que pode ter início já na vida uterina; por isso, é importante se atentar a detalhes em cada fase:

Pré-natal:

  • Monitorar a alimentação da gestante;
  • Orientar a gestante sobre os benefícios da alimentação saudável e o não ao sedentarismo;
  • Identificar fatores de risco na família, como hipertensão arterial, diabetes, doenças cardiovasculares, tabagismo etc.

Puericultura

  • Avaliar e monitorar o peso da criança;
  • Estimular o aleitamento materno até os seis meses;
  • Identificar os diferentes tipos de choro, nem sempre é fome
  • Observar os sinais de saciedade da criança;
  • Se atentar a alimentação saudável;
  • Estabelecer horário de comer.

Família / escola

  • Sempre orientar a família sobre bons hábitos alimentares;
  • Prestar atenção no que vai dentro da lancheira;
  • Estimular a criança a participar das aulas de educação física.

Qual o primeiro passo para evitar a obesidade infantil?

O primeiro passo é procurar um acompanhamento nutricional para realizar o diagnóstico de sobrepeso ou obesidade na criança e orientar ao tratamento mais adequado. Também o contato com o pediatra.

Além disso, facilitar o contato da criança com ambientes mais saudáveis, seja em casa ou na escola.

Na Clínica Fares seu filho pode ser consultado por uma nutricionista. Agende agora!

Dra. Jéssica Missue Ikejima Arita

Nutricionista e Membro do Corpo Clínico da Clínica Fares

CRN 35588