Sintomas clássicos do hipertireoidismo
hipertireoidismo-1024x1024.jpg

14 de março de 2018 0

Chamamos de Hipertireoidismo a produção de hormônios em excesso pela tireoide, com aceleração do metabolismo e de todos os sistemas orgânicos.

A doença de Graves, causada por anticorpos que estimulam a produção dos hormônios tireoidianos, é a causa mais comum de hipertireoidismo em crianças e adolescentes, contabilizando 96 % dos casos.

Pacientes com síndrome de Down apresentam maior risco para doença de Graves.

Os sintomas clássicos de hipertireoidismo são:

  • Aumento do tamanho da glândula tireóide (bócio);
  • Tremor fino, perceptível especialmente nas mãos quando se estende os dedos;
  • Olhar fixo, brilhante e com as pálpebras retraídas;
  • Coração acelerado e palpitações;
  • Perda de peso involuntária mesmo com a ingestão de alimentos aumentada;
  • Pele fina, quente e com aumento do suor;
  • Diminuição da força muscular, perceptível principalmente na musculatura proximal, que torna mais difícil subir escadas ou levantar de assentos próximos ao chão;
  • Evacuações frequente e, em alguns casos, diarreia;
  • Orbitopatia, que é a inflamação dos tecidos que envolvem o globo ocular;
  • Aumento da velocidade de crescimento;
  • Atraso ou mesmo a interrupção do fluxo menstrual em meninas;
  • Oscilação do humor e distúrbios do comportamento.

A atenção diminuída, a hiperatividade e problemas no sono podem prejudicar o aproveitamento escolar e são frequentemente confundidos com TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade).

Crianças menores de 4 anos também podem apresentar atraso no desenvolvimento neuropsicomotor.

Na suspeita de hipertireoidismo, crianças ou adolescentes deverão ser avaliados por médico endocrinologista.

Leia também sobre o hipotireoidismo na criança.

Dra. Ana Claudia de Souza Rodrigues

Especialista em Pediatria, Endocrinologia infantil e Membro do Corpo Clínico da Clínica Fares

CRM 29738