Saiba como tratar sua labirintite/tontura
labirintite-e-tontura-1024x1024.jpeg

16 de fevereiro de 2018 0

Tontura é o termo utilizado para definir sintomas do desequilíbrio, sendo que 85% dos casos de tontura estão relacionados a alterações no sistema vestibular.

A tontura desencadeia uma série de consequências psicossociais, piorando a qualidade de vida de quem sofre com esse sintoma.

A avaliação da causa é fundamental para que se possam definir as formas de tratamento.

Seu médico poderá solicitar exames para avaliar a audição e o equilíbrio. Um desses exames é o exame otoneurológico.

Exame Otoneurológico

Este exame, avalia a função auditiva e vestibular por vectonistagmografia computadorizada, sendo de fundamental importância para diagnosticar doenças do labirinto.

Principais indicações

É indicado para pessoas com queixas de:

  • Tontura
  • Vertigem
  • Náuseas
  • Desequilíbrio
  • Perda auditiva neurossensorial
  • Zumbido
  • Cefaleia
  • Cinetoses
  • Enxaqueca
  • Quando há suspeita de problemas no labirinto

Realização

Inicialmente, realiza-se a avaliação audiológica (audiometria tonal, vocal e impedanciometria) e posteriormente a avaliação do sistema vestibular, através da colocação de eletrodos ao lado dos olhos e na testa.

Consiste em vários estímulos ao labirinto (estímulos visuais, posicionais e testes calóricos com colocação de jato de ar quente e frio no ouvido) e registro de suas respostas. Tem duração estimada de 1 hora .

Reações adversas

Tonturas e/ou náuseas que cessam após o término do exame.

Preparo

É necessário que o paciente esteja em condições ideais de avaliação. Portanto, deve seguir as seguintes orientações:

3 dias antes suspender

  • Medicamentos: tranquilizantes, sedativos, calmantes, antidistônicos, depressores labirínticos (remédios para tontura), antialérgicos, antiemétricos (contra o vômito), anorexígenos (para diminuir apetite, e vasodilatadores;
  • Alimentos: café, chá, chocolate, Coca-Cola, Pepsi-cola, fumo e bebida alcoólica.

No dia do exame

  • Alimentação leve seguida de jejum de 5 horas;
  • Não beber água até 3 horas antes do exame;
  • Não usar maquiagem, creme ou FPS;
  • Não utilizar lentes de contato.

Observações importantes

  • Não suspender: anticonvulsivantes, remédios para hipertensão e vasodilatadores coronarianos (remédios para o coração);
  • Necessário acompanhante.

 

Dra. Flávia de Lourdes Alencar

Fonoaudióloga especialista em audição e Membro do corpo clínico da Clínica Fares.
Crfa 19629