Síndrome do Hulk
sindrome-do-hulk-768x512-1.jpg

24 de abril de 2018 0

Você já se deparou com alguém que tem frequentes explosões de raiva, é agressivo – verbal e corporal, mas depois se arrepende?

Este comportamento pode estar ligado ao Transtorno Explosivo Intermitente – TEI, popularmente conhecido por síndrome do Hulk, fazendo referência ao gênio de um dos personagens da Marvel que quando está sujeito a situações de stress, se transforma em uma criatura com alto poder de destruição, o Hulk.

O que é o Transtorno Explosivo Intermitente – TEI?

Este transtorno de impulsividade, geralmente, acontece quando o paciente tem “ataques” de explosões de agressividade desproporcional a situação em que se encontra.

Na maioria das vezes, atinge pessoas com problemas regulares no trabalho ou na própria vida pessoal.

Contudo, após a explosão, quem sofre do transtorno se arrependa da agressão que fez e sente-se comovido com a situação da vítima.

Normalmente, para ser diagnosticado com TEI, o indivíduo deve ter no mínimo dois ataques por semana, em um período de três meses.

Características da raiva

  • Aumento dos batimentos cardíacos;
  • Sentimento de vergonha e culpa depois dos transtornos;
  • Quebra de objetos;
  • Se reportar com agressão física sem motivo a outra pessoa;
  • Dificuldade em controlar a impulsividade agressiva;
  • Tremores e formigamentos musculares.

Na suspeita do transtorno, o ideal é procurar os profissionais indicados para ajudar no tratamento da doença, que são o psiquiátrico e psicólogo.

Dra. Tatiana Scabello Constantino

Psiquiatra e Membro do Corpo Clínico da Clínica Fares

CRM 140100